O #Carnaval acabou para a tristeza de muitos foliões que já estão na contagem regressiva para o carnaval de 2018. Essas pessoas são apaixonadas pela festa mais famosa no Brasil, e em alguns casos, são mulheres e homens que vivem o carnaval durante todo o ano, trabalhando nos barracões das escolas de samba ou participando de ensaios de alas importantes nos desfiles.

Essas pessoas vivem suas escolas como se fossem suas vidas e fazem de tudo para que sua torcida seja ouvida e a escola preferida seja campeã. Até promessas valem para ajudar a escola a levar o prêmio de melhor do samba no ano. Foi assim que Sabrina Boing Boing ajudou sua escola de samba em São Paulo, a Acadêmicos do Tatuapé, que ganhou o troféu inédito no carnaval em #2017.

Publicidade
Publicidade

A modelo fez uma promessa bastante inusitada caso a escola vencesse. Como promessa é dívida, minutos depois que a Tatuapé foi considerado campeã, alguns fãs já cobravam da gata a promessa feita por ela. É que Sabrina prometeu sair totalmente nua, caso a Tatuapé vencesse o carnaval em São Paulo.

E a loira nem esperou o desfile das campeãs para cumprir o desafio. Nesta quinta-feira (2), a beldade esteve desfilando sozinha e totalmente nua, com apenas glitter tampando as partes que não deveriam ser mostradas ao público. A gata Sabrina Boing Boing cumpriu a promessa em grande estilo exibindo o seu corpo de dar inveja a qualquer mulher por aí.

Sabrina espera que a Tatuapé seja campeã no ano que vem. A modelo já disse que fará outra promessa, só que dessa vez será algo mais tranquilo, comenta Sabrina.

Publicidade

A musa do samba espera que, no ano que vem, sua promessa seja relacionada a comparecer ao Santuário de Aparecida do Norte, localizada em São Paulo. Uma promessa bem diferente da que a modelo cumpriu esse ano, não é?

Sabrina mostrou garra no desfile da Acadêmicos da Tatuapé e merece o título assim como a escola que mostrou um desfile surpreendente. Mesmo machucada na cabeça, Sabrina Boing Boing continuou o desfile como se nada tivesse acontecido. Um adereço que a mulher usava no desfile na cabeça acabou ferindo a beldade, que mesmo com sangue saindo do ferimento na testa, continuou sambando até o fim, sendo consagrada campeã do carnaval paulista.