Nem todo mundo tem paciência para assistir aos intervalos comerciais da TV, mas quando se permitem, conhecem alguns bons e criativos, outros ruins e sem sentido e ainda os que geram polêmica, pois atingem ‘a ferida’ de alguém.

É comum que seja noticiado, #comerciais polêmicos na TV aberta e paga do exterior, mas no Brasil também existem muitos casos. Conheça alguns deles, agora!

1º Cerveja Skol

Há alguns anos, uma campanha publicitária da cerveja Skol, mostrou a rivalidade entre brasileiros e argentinos no futebol. Apesar de ter se passado anos, até hoje o vídeo é sucesso no Youtube. Existem várias propagandas da marca envolvendo argentinos, e um deles foi proibido pelo MPF-MG, por ofender os estrangeiros.

Publicidade
Publicidade

2º Cerveja Nova Schin

Comerciais de cervejas costumam usar belas mulheres e atores bonitos para suas campanhas. Entretanto, há alguns anos, uma campanha foi muito criticada por grupos feministas, pois afirmavam que a propaganda vinculada na televisão, geralmente em intervalos comerciais de novelas, incentivava o assédio contra mulheres bonitas, uma vez que era mostrado duas mulheres recebendo cantadas na praia, além de existir 'homens invisíveis' se aproveitando da situação. O comercial foi retirado da TV.

3º Colgate Total 12

Os comerciais da Colgate, são conhecidos em todo o país, mas o Conar, proibiu a vinculação das propagandas na TV, pois o produto prometia muitos benefícios. A proibição foi resultado de uma denúncia da concorrente, Oral B. O comercial original, não está mais disponível na internet, apenas os mais recentes.

Publicidade

Hoje, os comerciais focam mais em 12 horas de proteção e não nos benefícios, mas essa propaganda internacional, lembra muito a original que foi proibida no Brasil:

4º Marca esportiva e as Olimpíadas

Todo ano que tem Copa do Mundo de Futebol ou Olimpíadas, bem como outras competições esportivas de abrangência internacional, vários comerciais são criados para entrar no clima. Um deles, em especial, da XXL Sports & Villmark, contava com o craque Ronaldinho Gaúcho e explorava pontos problemáticos do Brasil. Teve muita gente reclamando, pois não aceitava que os problemas internos do país, fossem vistos por estrangeiros. A propaganda durou pouco tempo no ar, mas ainda faz sucesso na internet. Até hoje existem grupos que acham que o comercial é uma ficção e que ofende a polícia carioca.

5º O Boticário

O Boticário é uma marca que consegue criar campanhas publicitárias muito elogiadas no Brasil e nos países onde seus produtos são vendidos. Em uma campanha do dia dos namorados, utilizaram vários casais se presenteando com os produtos da marca e dentre eles, havia um casal gay e um de lésbicas.

Publicidade

Como o comercial foi vinculado no intervalo de uma novela das 21h da TV Globo, mais pessoas viram e consequentemente, mais pessoas criticaram. Apesar da crítica negativa, a marca não abaixou a cabeça e manteve a propaganda pelo período em que estava programado. Houve denúncias, mas o Conar absolveu a campanha e meses depois, O Boticário ganhou o prêmio máximo do Effie Awards Brasil 2015, por essa mesma propaganda.

6º Petrobras

A empresa nacional de petróleo gravou um comercial mostrando que estava se superando, após os escândalos envolvendo a Lava Jato. Em meio à crise política e uma enorme polarização de ideologias, o comercial logo foi retirado das emissoras de TV.

7º Axe

O desodorante Axe elaborou uma propaganda que mais parecia o trailer de um filme de ficção. A campanha explorava ‘anjos e demônios’ e inúmeras pessoas criticaram, dizendo que a marca colocou simbologias satanistas e ocultistas no comercial. A propaganda logo saiu da TV, mas na internet, teóricos da conspiração ainda utilizam cenas dessa propaganda para fazer seus vídeos de supostos ‘iluminatis’ que objetivam fazer ‘controle mental’ nas pessoas.

O que você achou desses comerciais? Merecem mesmo tanta polêmica? Deixe um comentário com a sua opinião! #Comerciais proibidos #propagandas polêmicas