A morte de #Chester Bennington, que ainda não teve seu e velório e enterro divulgados na imprensa pelos integrantes da banda, causou muita comoção entre os fãs e amigos do #linkin park. O grupo é internacionalmente conhecido e famoso por suas canções melódicas bem ao estilo do 'nu-metal'. O suicídio de Chester chegou a ser noticiado até mesmo no 'Jornal Nacional' da TV Globo e comentado em outras edições dos jornalísticos da emissora.

Chester foi encontrado em sua casa, enforcado com um cinto [VIDEO], tal como seu amigo e músico do Audioslave, que faleceu meses antes, Chris Cornell. O cantor cantou no sepultamento do amigo e ídolo e se emocionou bastante.

Publicidade
Publicidade

Você pode assistir ao vídeo no player abaixo:

Último show emociona fãs após notícia da morte

Depois da confirmação do suicídio de Chester, inúmeros vídeos antigos da banda voltaram a viralizar na internet. A última apresentação em show foi uma delas. 'Ches' aparece muito emocionado de fazer a apresentação junto ao Linkin Park e foi até o público para abraçá-lo e entoar a plenos pulmões as músicas 'One More Light', que dá nome ao novo CD do grupo, e também 'Crawling', o primeiro sucesso que fez muitos jovens encontrarem algum conforto durante crises de depressão.

Assista abaixo o vídeo do show:

Homenagem a amigo de Chester que cometeu suicídio o abala profundamente

Outro vídeo que apareceu novamente entre os mais vistos sobre o Linkin Park foi um em que Mike Shinoda comenta a morte de Chris Cornell, como eles eram todos amigos do músico e da reação de Chester Bennington ao tentar homenagear o artista no palco durante outra apresentação do Linkin Park na televisão.

Publicidade

Na entrevista, que foi concedida em maio de 2017, Mike lembrou que combinou com Chester de ver qual música iriam cantar para Chris. A primeira ideia foi 'Heavy', single de abertura do CD. Contudo, essa música falava sobre dor, o que não seria uma ideia boa para o grupo tocar.

Em seguida, escolheram 'One More Light', que é sobre despedidas.

"Quando estávamos fazíamos o soundcheck, Chester não podia sequer terminar a canção", lembrou Mike Shinoda na entrevista.

"Ele parava no meio...", disse o músico.

Mike afirmou ainda que Chester, durante a gravação da apresentação para a TV, esquecia ou não conseguia cantar o resto da música e o fãs choravam na platéia ao entender que a emoção que o cantor sentia era real e que ele estava realmente destruído por dentro.

"Foi catártico", afirmou.

O vídeo está disponível no YouTube e pode ser visto aqui:

#Luto