A Polícia Federal grampeou algumas conversas envolvendo o ex-presidente Lula e o ex-ministro Paulo Vannucchi nessa terça-feira (15). Nela, além de fazer reclamações sobre o juiz Sérgio Moro, e falar mal da mídia porque a mesma supostamente não trata de casos de corrupção envolvendo os políticos da direita, o chefe petista fez afirmações sobre o feminismo que abalou o movimento nas redes sociais. Ele chamou as feministas de ‘grelo duro’.

“Faz um movimento da mulher – diz o ex-presidente Lula em conversa grampeada – contra esse filho da p*”, disse se referindo a uma pessoa de Rondônia que contribuiu com a Operação Lava Jato. “[...] Ele batia na mulher, [...] Cadê as mulheres de grelo duro do nosso partido?”, perguntou. Isso gerou revolta nas redes sociais. Muitas mulheres diziam que esse palavreado é ‘chulo’ demais para um ex-presidente falar se direcionando as mulheres.

Lula disse que ia colocar Maria do Rosário para tratar do assunto de que essa pessoa batia na própria esposa e também ‘deixava ela se f*’. Vanucchi, do outro lado da linha, concordou com Lula: “É isso aí. Sua fala foi muito boa”, concordou.

Nas redes sociais, as mulheres se defenderam: “Quando você pensa que já viu de tudo, você acorda e ler ‘Grelo Duro’, na sua timeline. Gente, que país é esse?”, perguntou uma internauta.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Governo

O ex-presidente também fala mal de um procurador que supostamente não deu a notícia da intimação de Lula ao advogado, mas sim, alardeou o episódio primeiramente para a Globonews.

“[...] É um filho da p* mesmo.”, disse Lula.

Após esse grampo, a Polícia Federal também gravou outra conversa, dessa vez envolvendo o ex-presidente Lula e a atual presidente, Dilma Rousseff. No diálogo, Lula critica a mídia e os responsáveis pela investigação na Operação Lava Jato, porque, segundo ele, existe muita gente envolvida nisso que faz parte da Direita Política Brasileira, como o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e outras dezenas de deputados e senadores que supostamente estão envolvidos, mas, a mídia e a PF ‘só buscam ele’.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo