Se depender do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, ainda esta semana terá início o processo de Impeachment da presidente Dilma Rousseff, pois ele pretende instalar, já nos próximos dias, a Comissão Especial responsável por tirar a presidente do cargo.

Cunha está esperando apenas que o Supremo Tribunal Federal termine o julgamento que aponte como deverá ser o trâmite do impeachment no Congresso para dar início aos trabalhos.

A previsão é que este tema seja debatido pelo STF ainda nesta quarta-feira (16).

O presidente da Câmara garante que tem totais condições de instalar o colegiado esta semana para processar o pedido de impeachment da presidente no máximo até sexta-feira (18). Esta "comissão especial" será composta por 65 deputados e os integrantes serão de acordo com a proporção e cada partido nas bancadas partidárias da Câmara dos Deputados.

Espera-se que os partidos governistas se mobilizem para que as nomeações sofram um atraso, mesmo assim Cunha está otimista e avisou que já tendo 33 deputados nomeados, que é a metade mais um do total necessário, os trabalhos já podem ter início e ele pretende que seja esta semana ainda, pois tem pressa de ver Dilma sendo retirada da presidência da república.

A expectativa de Eduardo Cunha é que no máximo até o fim desta semana já tenha sido eleito o presidente e também o relator do processo para que na próxima segunda-feira, dia 21 de março, comecem a contar os prazos que precisam seguir um "rito sumário", ou seja, a presidente do Brasil é notificada, depois disto ela tem o limite de até 10 sessões para apresentar sua defesa, feito isto a Comissão Especial do Impeachment já emite um parecer e por fim, é divulgado o parecer desta comissão para que no máximo em 48 horas seja analisado pelo plenário da Câmara e também votado o impeachment.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Será preciso ao menos 2 terços dos deputados, que são ao todo 513, para que Dilma Rousseff possa então ser afastada.

Dilma e o PT estão preocupados com a proporção das manifestações neste domingo, dia 13 de março e sabem que o cenário para que o impeachment aconteça é bastante favorável.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo