Conforme uma matéria publicada na terça-feira (3), pelo portal de notícias Catve, uma adolescente de 16 anos, ficou dançando despida dentro de uma balada eletrônica, na cidade de Pinhais, em Curitiba. Segundo o portal, o incidente aconteceu no final do mês de setembro, na casa noturna Park Art. Todo o incidente foi gravado por amigos e outras pessoas que estavam no local. O vídeo foi divulgado em redes sociais e logo viralizou.

Nas imagens dá para ver com clareza que a jovem está visivelmente alterada. Conforme informações repassadas pela imprensa local, vários vídeos foram gravados. O site Banda B teve acesso a dois vídeos do incidente, um com duração de 14 segundos, e o outro com duração de 31 segundos.

Os vídeos já começam com a menina dançando completamente despida na frente de várias pessoas. Nas imagens, é possível ver que a jovem está bem à vontade e rebola e dança até o chão.

No vídeo também é possível ouvir várias pessoas gritando, nenhum segurança da casa noturna é visto perto da jovem. Segundo testemunhas, os seguranças do local demoraram para intervir no incidente. Mas, segundo a direção da casa noturna, em menos de três minutos a jovem foi tirada do local. De acordo com as informações divulgadas, a jovem estava dançando e se divertindo com amigos, em seguida, começou a tirar a roupa e continuou se divertindo como se nada tivesse acontecendo.

Assim que os seguranças avistaram a jovem, ela foi removida da pista de dança e levada para uma sala separada.

Segundo a casa noturna, a jovem recebeu atendimento por profissionais da saúde ainda no local. Em seguida, os pais da menina foram acionados relatando o caso. Conforme relatos, a menina e os pais foram levados pelos profissionais até a sua residência. De acordo com a direção da Park Art, no local é proibido entrada de menores. Segundo a casa noturna, a entrada da jovem não foi autorizada, alegando que ela usou documentos falsos para entrar no local.

Park Art relatou que o local foi aberto há cinco anos e de hipótese alguma é permitido a entrada de menores de 18 anos. A casa noturna responsabilizou os amigos da jovem que não interviram, apenas preferiram filmar todo o incidente. A imprensa local não informou se a jovem estava sob efeito de drogas ou álcool. O estado de saúde da adolescente é estável e ela não precisou ser levada para uma unidade médica.

Devido o vídeo conter cenas explícitas e o caso se tratar de uma menor não o divulgaremos. O que você tem a dizer sobre esse incidente? Você já entrou em balada com documentos falsos? Deixe-nos saber seus pensamentos na seção de comentários abaixo.

Não perca a nossa página no Facebook!