Populares do município de Tutóia, no Maranhão, estão escandalizados com um caso bárbaro ocorrido na última quarta-feira (4). De acordo com a polícia, um homem foragido da Justiça, conhecido por ‘Negão’, é acusado pela morte do jovem Paulo Vitor Cardoso, de 24 anos, fato ocorrido no povoado de Bom Gosto, na zona rural do município.

O acusado conseguiu escapar da Justiça, porém acabou caindo nas mãos de populares, que fizeram ‘justiça’ com as próprias mãos. Negão foi espancado e logo após teve a sua cabeça arrancada. Populares ainda penduraram a cabeça de Negão em uma estaca de madeira ao meio de um matagal, fato ocorrido já nesta quinta-feira (5), dia seguinte após o mesmo ter matado o jovem Paulo Vitor.

Briga termina em tragédia no Maranhão

De acordo com informações de blogs regionais, Negão teria se envolvido em uma briga, em que ele e mais dois rapazes acabaram baleando duas pessoas e tirado a vida do jovem Paulo Vitor. Os outros baleados foram socorridos e levados ao hospital, porém correndo grave risco de vida.

Após o ocorrido, a polícia foi acionada e realizou buscas a procura dos acusados, porém só conseguiram encontrar Negão, que já tinha sido pego por populares e tido a cabeça decepada e colocada em um troco dentro de um matagal. O corpo foi encontrado a alguns metros de distância e apresentava marcas de violência, o que indica ter sido espancado momentos antes de morrer.

A polícia ainda informou que Negão teria levado alguns tiros de arma de fogo, pois em seu crânio haviam perfurações semelhantes aos de armas de fogo, o que ainda será investigado pela perícia.

O delegado responsável pelo caso, Rubem Sérgio dos Santos, afirmou que Negão não era do município e que teria vindo da cidade de Vargem Grande para praticar roubos em Tutóia.

O delegado ainda afirmou que Negão seria um dos integrantes do bando que recentemente teria realizado vários assaltos em comércios da cidade. A Justiça decretou a sua prisão, porém até a presente data o mesmo não havia sido encontrado.

Assassinatos

O delegado afirmou que após o ocorrido desta última quarta-feira, Negão, juntamente com mais dois suspeitos, após praticarem o crime contra o jovem Paulo Vitor, adentraram em um matagal, porém foram perseguidos por populares revoltados.

A polícia realizou buscas para encontrar os demais suspeitos, porém só obteve êxito na prisão de um, identificado por Edenilson Oliveira, que estava juntamente com a namorada do segundo suspeito. Ambos foram conduzidos a delegacia do município onde se encontram a disposição da Justiça.

Não perca a nossa página no Facebook!