Nem sempre o abuso de menor é de homem contra meninos ou meninas. Infelizmente, é pouco comentado, mas existem muitos casos no Brasil e no mundo de mulheres que cooptam meninos menores de idade para obtenção de prazer sexual e carnal. É exatamente o que aconteceu neste caso. Uma mulher de 46 anos que trabalha em um banco, foi flagrada pela Polícia Militar de Vila Velha, região da Grande Vitória, em cenas de sexo oral com um menino de apenas 13 anos.

O caso foi registrado na delegacia do município capixaba e aconteceu na noite de sábado, 17. A mulher se encontrava dentro do carro com o garoto quando foi surpreendida por um policial.

Ele abriu a porta do carro e flagrou a mulher. Na sequência, a mulher ainda tentou fechar a porta, mas o policial já havia entendido que se tratava de um crime e abriu novamente a porta. O menino, desesperado, saiu do carro e começou a chorar copiosamente. A mulher saiu do carro enrolada em uma toalha e acabou confessando que estava fazendo sexo oral no menino de 13 anos.

Agressora saiu do carro despida e confessou crime

O BO (Boletim de Ocorrência) deu mais detalhes do caso. A mulher alega que estava curtindo um dia de praia e ao sair, avistou o menino. Segundo relatos da polícia, o menor vigia carros da região. Ele então foi cooptado pela bancária sob o pretexto de namorarem no carro de luxo da mulher. O menino também estava com uma menor de idade que também foi convidada para a orgia ilegal, mas a menina se recusou a participar do ato.

O menino seguiu sozinho.

Bancária parou em uma rua com monitoramento

Da praia, a mulher seguiu para o Morro do Moreno, região da periferia de Vila Velha onde parou o carro em uma rua deserta e começou a fazer estímulos orais no menor de idade. A rua, entretanto, é monitorada por câmeras da polícia e foi aí que a mulher começou a se dar mal. Como o comportamento do veículo era suspeito, o militar que acompanhava o monitoramento fez a abordagem.

Para surpresa da mulher, do menino e do próprio policial, se tratava de um crime hediondo que estava ali acontecendo. O menino se desesperou com a abordagem e começou a chorar. Já a mulher, apenas de toalha, foi encaminhada para o Centro de Triagem de Viana, outro município da Grande Vitória.

O policial ainda lembrou que a abordagem tinha como objetivo prevenir um possível latrocínio, já que o local tem monitoramento 24h justamente por conta do alto índice deste crime.

A mulher confessou estar errada e sabe que terá que pagar pelos crimes. Pelo Código Penal, sexo com menores de 14 anos é crime em qualquer circunstância, mesmo com o possível consentimento da vítima. O crime dá pena de 8 a 14 anos de prisão.

A vítima foi levada até a família e terá sessões com a psicóloga do estado.

Mais notícias do Brasil

Mulher é enterrada viva e corpo é encontrado revirado dentro de caixão

Criança morre ao tentar executar o desafio do desodorante: 'Ela viu num vídeo'

Não perca a nossa página no Facebook!