Um caso de amor ao próximo se tornou notícia nos principais meios de comunicação do Brasil.

Sensibilizados com a história de um pai de família, que revelou estar vivendo os piores dias do ano com o verão e as temperaturas muitas das vezes ultrapassando os 40ºC na cidade de São Gonçalo, localizada na região metropolitana do Rio de Janeiro, agentes da Polícia Militar lotados no município fluminense resolveram amenizar o drama do rapaz, doando um aparelho de ar-condicionado.

Publicidade
Publicidade

Policiais doam aparelho de ar-condicionado a pai com filho deficiente

O caso de solidariedade teve início no calçadão de Alcântara, em São Gonçalo, no início desta semana, quando, sob um forte calor, o sargento França Junior patrulhava o local e questionou aos vendedores de uma loja de bijuterias onde Marcos Viana trabalha, se as coisas estavam melhores no local após a implementação de um novo esquema de policiamento.

Após colher os relatos dos funcionários, o policial militar foi indagado sobre como os policiais aguentavam trajar as fardas diante de todo o calor enfrentado nos últimos dias.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Curioso com o questionamento devido ao fato do funcionário revelar mesmo estando em um estabelecimento com ar-condicionado, que o verão é a pior estação para ele, o policial ouviu do rapaz que ele tinha um filho "especial" e que, por conta do calor excessivo que faz nesta época, o menino não consegue dormir, ficando muito agitado.

Encucado com o que ouvira, o agente reportou o caso ao colega de farda Cabo W. Coutinho, que assim como ele se sensibilizou com o caso e resolveram em comum acordo fazer a doação de um aparelho de ar-condicionado para que o filho deficiente de Marcos Viana pudesse finalmente dormir bem.

Publicidade

Indagando o pai de família a respeito se a renda familiar era suficiente para arcar com as despesas do aumento da conta de luz proveniente da utilização do aparelho, Marcos revelou que por ter conseguido se livrar do aluguel, sua renda seria suficiente para pagar a conta e utilizar o ar-condicionado.

Decididos então a ajudar, os dois policiais militares foram à loja e compararam o aparelho. Ao entregar o presente a Marcos, ele demonstrou uma enorme gratidão à dupla, que dividiu entre si a despesa do produto.

Família expressa gratidão após ganhar ar-condicionado de presente de policiais militares

Ao receberem o presente dado pelos policiais, os pais do adolescente Carlos André, de apenas 12 anos, que sofre de paralisia cerebral, demonstraram total gratidão e revelaram que com o ar-condicionado, finalmente o menino conseguirá enfrentar as altas temperaturas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo