Nas duas últimas madrugadas, o Estado do Ceará registrou uma série de ataques de criminosos contra ônibus, agências bancárias, prédios públicos e delegacias. Para conter a onda de violência, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou por 30 dias o uso das Força Nacional, que atuará no policiamento ostensivo e apoiará as forças policiais que já estão em ação no estado.

A justificativa para a autorização foi o entendimento que sobre as dificuldades das forças estaduais em atenderem sozinhas a ação dos criminosos.

Publicidade
Publicidade

Apesar das motivações ainda estarem sendo investigadas, a suspeita recai sobre grupos criminosos, que teriam iniciado os ataques após Luís Mauro Albuquerque, titular da recém-criada Secretaria da Administração Penitenciária, dizer que não reconhecia facções no estado. Ele disse ainda que não separaria mais os presos de acordo com a ligação com essas organizações.

Os ataques

Desde o começo dos ataques, 13 ônibus foram incendiados, artefatos caseiros jogados contra delegacias e tiros disparados contra bancos e prédios.

Foram registradas ocorrências em 15 cidades.

Uma bomba foi detonada em uma das pilastras do viaduto de Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza, que ficou bastante danificada e a edificação corre o risco de desabar. Nesta quinta-feira (3), também foi registrado um motim na Casa de Privação Provisória de Liberdade.

Também na quinta, uma revendedora de veículos seminovos foi invadida por bandidos e incendiada. Alguns funcionários da loja chegaram a ser feitos como reféns.

Publicidade

Na rodovia na CE-010, na Grande Fortaleza, um grupo foi surpreendido por policiais quando tentavam destruir um radar de velocidade. Houve troca de tiros, que terminou com a morte de um suspeito e um policial baleado na perna.

Nesta sexta-feira (4), um homem foi morto em troca de tiro com policiais ao tentar destruir radar semafórico, no Eusébio. Em Baturité um homem foi preso portando coquetéis molotov. Ele tentava atacar um prédio juntamente com outros dois suspeitos, que conseguiram fugir.

De acordo com informações passadas pelo governo do estado, até a manhã desta sexta, 40 pessoas haviam sido detidas.

Tentativa de explodir delegacia

Durante a madrugada, o prédio do 8º Distrito Policial de Fortaleza foi um dos alvos dos ataques dos criminosos, quando dois motoqueiros arremessaram uma banana de dinamite contra a delegacia, mas o artefato não explodiu. Policiais que estavam no local revidaram com tiros, mas a dupla conseguiu escapar e ninguém se feriu.

Leia tudo