Anúncio
Anúncio

No terceiro dia de buscas por sobreviventes e vítimas após o rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, autoridades informaram no final da tare deste domingo (27) que subiu para 58 o número de vítimas fatais, sendo que apenas 19 delas já foram identificadas.

As equipes de resgate também informaram que um segundo ônibus com funcionários da Vale foi encontrado no meio do lamaçal e ainda não se sabe quantas vítimas estão lá dentro. Por conta disso, os trabalhos seguiram após as 20 horas deste domingo. De acordo com o repórter da Rede Globo, Magno Dantas, voluntários que tentavam cuidar de vacas presas na lama acharam por acaso o veículo soterrado.

No início da noite a defesa civil e o Corpo de Bombeiros concederam entrevista coletiva, quando fizeram um novo balanço dos trabalhos de resgate.

Anúncio

Segundo os dados passados, 305 pessoas seguem desaparecidas e 192 foram resgatadas com vida, incluindo as que ficaram ilhadas. Durante a entrevista, também foi admitida a hipótese de que alguns corpos não sejam encontrados, mas eles ainda trabalham com a possibilidade de acharem sobreviventes.

As equipes de resgate também informaram que o refeitório da empresa, onde haviam pessoas, ainda não foi acessado e eles acreditam que ele tenha se deslocado com a força da lama. Uma nova entrevista coletiva está marcada para as 10 horas desta segunda-feira (10).

Também no final da noite, um avião com 130 militares vindos de Israel pousou na no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins. Eles foram recepcionados pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo).

Anúncio

Na bagagem, eles trouxeram 18 toneladas de equipamentos, além de sonares usados em submarinos para localizar pessoas em grandes profundidades, além de cães de farejadores. Eles devem começar a ajudar nos trabalhos nesta segunda-feira (28) e a previsão é que as atividades durem uma semana.

Primeiras vítimas enterradas

Neste domingo, começaram a ser enterradas as primeiras vítimas da tragédia em Brumadinho. Primeira a ser identificada, a médica Marcelle Porto Cangussu, que havia completado 35 anos na véspera da tragédia, foi sepultada no Parque da Colina e a cerimônia foi acompanhada apenas por parentes e amigos.

Já o corpo de Leonardo Alves Diniz, de 33 anos, foi enterrado no Cemitério Bom Jardim, em Mário Campos, cidade que fica a 15 quilômetros de Brumadinho.

Anúncio

Ele era casado e deixa um filho de sete anos. Já Willian Jorge Felizardo Alves, de 36 anos, foi enterrado no cemitério da Paz.