A apresentadora, atriz, escritora e ativista Luisa Mell, de 40 anos, está pessoalmente acompanhando o resgate de animais após o rompimento de uma barragem da Vale, em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, e usou sua rede social para mostrar sua indignação sobre a suposta solução tomada pelo Polícia Rodoviária Federal.

Luisa mostrou sua revolta após saber que agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estariam recebendo ordens para executar a tiros animais que acabaram ficando ilhados ou presos na lama.

A confirmação da ordem de matar os animais foi dada pelo coronel Evandro Geraldo Borges, chefe da Defesa Civil de Minas, à equipe de jornalismo do jornal O Estado de S.

Paulo. Segundo o coronel, a ordem de matar os animais só é acatada se não encontrarem outra solução para a retirada dos mesmos. “O que vamos fazer? Deixar o animal sofrendo?”, questiona Evandro.

Ainda durante a entrevista, o coronel alega que outra equipe também está empenhada de salvar animais que estão em condições de serem resgatados. Segundo Evandro, o foco é ir atrás de sobreviventes e realizar o resgate das vítimas.

Após ter conhecimento sobre a declaração dada pelo coronel, Luisa usou as redes sociais e mostrou sua revolta contra a decisão tomada. Segundo a ativista, há outros meios de se abreviar a vida de um animal sem ter que usar armas de fogo.

Luisa Mell questiona também se o Conselho Regional de Medicina Veterinária teria autorizado tal ato contra os animais.

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a decisão tomada está dentro das normas de segurança e foi fiscalizada por uma veterinária que integra o Conselho Veterinário de Minas Gerais, e depois supervisionada pelo comando das operações de resgate.

Leonardo DiCaprio faz postagem sobre tragédia em Brumadinho

Recentemente, Leonardo DiCaprio, que também é ativista ambiental, usou sua rede social para falar sobre a tragédia de Brumadinho.

O ator repostou em seu Instagram um texto que já havia sido publicado pela organização não-governamental Greenpeace.

No texto, é relatado como ocorreu à tragédia que já tem 99 mortes confirmadas e mais de 260 pessoas desaparecidas. O fato aconteceu na última sexta-feira (25), após uma barragem da Vale se romper, liberando mais de 13 milhões de metros cúbicos de lama.

Ao final do post o ator se expressa dizendo “já chega! Governos e corporações devem parar de colocar os lucros acima das vidas das pessoas”.

Não perca a nossa página no Facebook!