A imprensa nacional está acompanhando de perto os acontecimentos dessa sexta-feira (25) na cidade de Brumadinho, na Grande Belo Horizonte. Uma barragem da empresa Vale se rompeu e tem causado grande preocupação nas autoridades. Não se sabe até o momento o número total de vítimas, nem mesmo se o acidente deixou mortos. No entanto, imagens divulgadas na internet e por emissora de TV têm causado comoção.

Publicidade
Publicidade

Imagens divulgadas pela RecordTV mostram os momentos em que duas pessoas são retiradas no meio do lamaçal. O helicóptero aparece fazendo uma manobra arriscada, bem próximo à lama, para tentar salvar algumas pessoas presas. Mesmo todos estando atolados na lama, eles tentam se ajudar. Com muita dificuldade, as pessoas foram resgatadas com vida.

A empresa Vale lançou uma nota dizendo que sua prioridade é ajudar funcionários e moradores da comunidade onde foram atingidos.

Publicidade

Eles ainda não divulgaram se sabem o motivo do rompimento.

As prefeituras da região fizeram comunicados pedindo à população que se afastasse de próximo ao local. Nas cidades vizinhas, as pessoas estão deixando suas casas e indo para lugares mais afastados.

Nas imagens que rolam na internet é possível ver as pessoas desocupando as casas próximas ao local. Tudo isso foram medidas de segurança tomadas pelo corpo de bombeiros e pelos prefeitos das cidades.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Natureza

Hospitais da Grande BH já foram preparados para receber os feridos do desastre.

O presidente Jair Messias Bolsonaro já tomou conhecimento da catástrofe e está tomando as medidas cabíveis. A prioridade do governo do estado e do governo federal é que as vítimas sejam atendidas os mais rápido possível.

Questionado sobre qual a extensão dos danos em relação à tragédia de Mariana, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse: "Ainda não sabemos".

Salles afirmou que serão avaliadas medidas cautelares. "Prioridade é cuidar das vítimas e familiares. Em paralelo, avaliar as medidas ambientais cautelares. Seremos muito rigorosos", declarou.

Ele vai viajar para Brumadinho para ver de perto os estragos causados e tomar as medidas cabíveis.

Barragem de Mariana

O rompimento dessa barragem trás à memória o rompimento da barragem de Mariana, que aconteceu no ano de 2015.

Publicidade

Dezenove pessoas morreram na época. As vítimas buscam até hoje na Justiça direito a indenização pelos danos causados.

Muitas pessoas que tiveram suas casas destruídas hoje vivem com a ajuda do governo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo