Anúncio
Anúncio

Um helicóptero caiu no Rodoanel na manhã desta segunda-feira (11) e veio a se chocar com um caminhão que passava pela rodovia. Algumas emissoras acompanhavam o caso através de transmissões ao vivo da missão do Corpo de Bombeiros para socorrer as vítimas.

Logo em seguida, foi relatado que houve vítimas fatais no acidente. E, após o anúncio de que algumas pessoas morreram, surgiu, através de confirmação do Governo do Estado de São Paulo, de que uma das vítimas é o jornalista Ricardo Boechat.

De acordo com o apresentador José Luiz Datena, que é colega de Boechat, o jornalista estava voltando de uma palestra ocorrida em Campinas, que fica aproximadamente a 100 quilômetros de São Paulo. Nessa volta para a capital, o helicóptero veio a cair em plena rodovia.

Anúncio

Há a possibilidade de um quadro de pane como motivo da queda, mas a causa da queda ainda não foi esclarecida.

O Corpo de Bombeiros afirmou que a aeronave caiu no km 7 da rodovia, no sentido da rodovia Castello Branco, vindo a se chocar com um caminhão que passava pela pista. O motorista do veículo foi socorrido pela concessionária que é responsável pela administração da via, quando esta enviou uma equipe de socorristas ao local. O motorista do caminhão teve apenas ferimentos leves e já prestou depoimento.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o helicóptero em que estava o jornalista Ricardo Boechat era um BELL 206B, de prefixo PT-HPG. Logo após o choque com o caminhão, a aeronave pegou fogo. O piloto também morreu na hora.

Anúncio

Carreira

O jornalista Ricardo Boechat, nascido no ano de 1952, em Buenos Aires, na Argentina, tinha 66 anos de idade.

Boechat apresentava o "Jornal da Band" à noite e era apresentador da rádio BandNews FM na parte da manhã. Começou sua carreira jornalística no jornal Diário de Notícias, na década de 1970 e, também nessa época, passou a escrever colunas ao lado de outro jornalista que também ficou muito famoso, o Ibrahim Sued. Trabalhou na Rede Globo no início da década de 1980 e saiu da emissora no início dos anos 2000.

Em mais de 40 anos de carreira, o jornalista Ricardo Boechat foi moderador em vários debates de presidenciáveis. No ano de 2015, reconheceu ao vivo na emissora de rádio BandNews que sofria de depressão.

Anúncio

Boechat revelou sofrer de depressão duas semanas após ter sofrido um surto depressivo. Este surto que o jornalista sofreu o levara a ficar 15 dias afastado do trabalho. Após o desastre fatal que tirou a vida de Ricardo Boechat, o presidente da República Jair Messias Bolsonaro lamentou o ocorrido expressando suas condolências em nota no Twitter.