Filho do ex-jogador Cafuringa, Rodrigo Fernandes foi morto na noite desta quinta-feira (7) enquanto chegava em sua residência no bairro Andaraí, zona norte do Rio de Janeiro. A morte do professor de jiu-jitsu foi registrada através de câmeras de segurança e divulgada pela página do Facebook “Reage Baixada Fluminense”.

O vídeo publicado na rede social mostra claramente o momento em que o professor esta chegando em casa em sua motocicleta e é atingido por mais de dez tiros por dois criminosos que também estavam em uma moto. O crime aconteceu na rua Agenor Moreira.

Durante as imagens é possível observar que mesmo depois de ser baleado e cair no chão, Rodrigo ainda continua sendo alvejado por um dos criminosos que chegou a descer da motocicleta para atirar no professor.

Rodrigo Cafú, como era mais conhecido na região, era filho de Cafuringa, jogador de Futebol que ganhou destaque nos anos 1970. Cafuringa chegou a atuar em diversos times conhecidos como Fluminense, Botafogo e Bangu, além de também jogar por diversas vezes na seleção de másters, ao lado de grandes nomes como Pelé, Rivellino e Gérson. Cafuringa morreu aos 42 anos, em 1991.

Após o grande sucesso de seu pai no mundo dos esportes, Rodrigo Fernandes ainda tentou seguir uma carreira no futebol, mas como não teve sucesso e virou professor de jiu-jítsu, profissão que exerceu até o momento de sua morte. Além de professor, Fernandes também trabalhava como vigilante.

Segundo informações passadas pela Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, Rodrigo não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Agora a Delegacia de Homicídios foi designada para investigar o crime.

A morte do professor causou comoção na região onde morava e durante a remoção de seu corpo pela Defesa Civil, diversos amigos e familiares fizeram questão de prestar suas homenagens sob aplausos.

De acordo com informações a motivação da morte ainda é desconhecida. Amigos e familiares foram convocados a prestar depoimento na Delegacia de Homicídios, da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Os depoimentos devem ser recolhidos já nesta sexta-feira (8), além disso, as imagens de segurança também já estão em poder da justiça para analise.

Amigos prestam homenagem nas redes sociais

Após a confirmação de sua morte, diversos amigos usaram as redes sociais para lamentar e prestar condolências à família do professor. Um dos amigos de Fernandes escreveu que o que fizeram foi uma covardia.

“Que Deus conforte nossos corações”, escreveu ele. Rodrigo Fernandes era casado, mas não ainda não tinha filhos.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página ESports
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!