Maria Casadevall, atriz global de 31 anos, nesse último Carnaval causou polêmica ao aparecer em um bloco, na capital paulistana, fazendo topless. Ela trazia, na altura do colo, os dizeres “Ele não”, utilizados extensivamente durante o período eleitoral, em campanha contrária ao então candidato Jair Bolsonaro. A partir do momento que a foto da atriz, coberta de glitter e sem sutiã, ganhou as redes sociais, muitas pessoas começaram a emitir as suas opiniões, contrárias ou não, ao ato da atriz. Maria Casadevall, por sua vez, faz questão de deixar claro que o ato não se trata de um protesto ou mesmo de uma manifestação política.

Casadevall destaca que se trata apenas de uma escolha pessoal, cujo objetivo não estava atrelado à emancipação feminina, ao empoderamento ou quaisquer outros pontos referentes à pauta feminista. A atriz diz que estava apenas participando do bloco em companhia dos seus amigos e que precisa existir uma separação entre a sua pessoa pública e a sua pessoa privada. Maria ressalta, ainda, que queria provocar uma discussão e conseguiu, o que foi feito de maneira direta, por ela mesma, através das redes sociais, veículo do qual a atriz se utiliza para não precisar de mediadores em sua relação com o público.

Em meio aos questionamentos feitos a Maria Casadevall, alguns partiram do movimento negro. A respeito desses, a atriz faz questão de dizer que tem consciência da sua posição privilegiada, de alguém que pode fazer esse tipo de escolha por ser branca e uma figura pública.

Além disso, Casadevall destaca que o fato de que seu corpo está em conformidade com os padrões de beleza sociais vigentes, também a colocam numa posição favorável e, de certa forma, acabam por garantir a ela alguma segurança em termos de integridade física.

“Não me senti massacrada pelos comentários contrários.

De certa forma, foi libertador”, disse a atriz, segundo o jornal Extra.

Atualmente, a atriz possui mais de 1,3 milhão de seguidores na rede social Instagram. Ao contrário de alguns Famosos, porém, ela não se aproveita desse espaço para exibir uma vida de luxo, cercada de coisas caras, mas antes escolhe utilizar a rede para promover diálogos sobre questões sociais que considera importantes, como o próprio feminismo.

Dessa maneira, não é de se espantar que, cada vez mais, a atriz tenha dado vida a personagens que dialogam com a sua maneira de pensar. A próxima a integrar a lista de Maria Casadevall é Maria Luiza, a filha única de família pertencente a elite paulista, nos anos 1950, que acaba por assumir o controle da própria vida ao ser enganada por seu marido, que foge com todo o seu dinheiro. Além de Maria Luiza, Casadevall, atualmente, dá vida a Júlia, na série “Ilha de Ferro", que é uma engenheira responsável por comandar uma plataforma de petróleo enquanto lida com todo o machismo inerente de um ambiente como esse.

Maria Casadevall aponta que o trajeto dessas personagens possui algo em comum como seu próprio trajeto, uma vez que ela também não se sentia confortável na própria pele e, aos poucos, foi compreendendo os motivos para tal.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página Carnaval
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!