Na tarde da última quarta-feira (6), um raio atingiu uma residência na cidade de Arujá, região metropolitana de São Paulo. Na ocasião, um homem e duas crianças que estavam no interior da residência não resistiram a descarga elétrica e morreram no local.

O imóvel, que fica no bairro Parque Barreto, apresentou indícios de incêndio, mas o fogo foi controlado pela equipe de bombeiros que prestava atendimento.

As vítimas da tragédia foram o pai, o filho e o sobrinho de 40, 9 e 12 anos, respectivamente.

Moradores da região acionaram o Corpo de Bombeiros logo após a queda do raio, que enviou quatro viaturas ao local. Informações dão conta que chovia pouco no momento do ocorrido.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o Instituto de Criminalística já realizou perícia no local, no entanto, o caso foi registrado como morte suspeita e incêndio pela delegacia de Arujá.

Cidade apresenta alto índice de descarga elétrica

No estado de São Paulo, a cidade de Arujá é o oitavo município com maior índice de descargas elétricas registrado por um estudo do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT).

De acordo com o ELAT, orgão ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a cidade de Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, é o município que lidera o índice em queda de raios no estado de São Paulo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento Natureza

As estatísticas do referente estudo ainda apontam que as cinco cidades com maior incidência são Porto Real, Barra do Piraí, Valença e Rio das Flores, no estado do Rio de Janeiro, e Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais.

Sudeste apresenta incidência de até 30% mais raios neste verão

O Grupo de Eletricidade Atmosférica ministrado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais informou ainda que a região Sudeste vai apresentar incidência de 20% a 30% mais raios neste verão.

Segundo o ELAT, esse índice aumentado em queda de raios está relacionado ao fenômeno El Niño, anomalia climática provocada pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico próximo a região da Linha do Equador.

Os estudos também mostram que o estado de São Paulo é o décimo com maior incidência de raios no país, e tem uma média de 5,2 raios por metro quadrado. A média na capital paulista é ainda maior: 13,6 descargas elétricas por metro quadrado.

O fenômeno que ocorre devido à urbanização se repete ainda em outras cidades da grande São Paulo, como Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo e Guarulhos. As regiões citadas somam a média de 10 raios ou mais por metro quadrado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo