Na manhã do último dia 1° de abril, o corpo de Jheniffer Cáceres de Oliveira, de 17 anos, foi encontrado em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

De acordo com o delegado Diego Dantas, em entrevista ao portal G1, Paulo Eduardo dos Santos, de 18 anos, namorado de Jheniffer, foi o autor do crime.

Para a execução da adolescente, segundo Dantas, o jovem teria utilizado um fio de celular para tentar esganá-la. Sem sucesso e com a vítima ainda viva, ele utilizou uma coleira de cachorro para apertar o pescoço da namorada, matando-a por esganadura.

Discussão teria motivado o assassinato

Ainda de acordo com o que foi passado pelo delegado, Paulo Eduardo teria protagonizado uma discussão com a namorada no interior de um bar que frequentavam. Ao chegarem na residência onde viviam juntos, as discussões continuaram e aumentaram ainda mais.

Ao ser ouvido em depoimento, Paulo Eduardo revelou aos agentes que Jheniffer o teria agredido jogando em sua direção um cabo de vassoura e ainda utilizado uma faca para lhe ameaçar. De acordo com o delegado, durante o depoimento, Paulo confessou a autoria do crime e alegou a todo tempo ter agido em legítima defesa.

Jovem teria dormido com o corpo por duas noites

O delegado Diego Dantas relatou que o suspeito de feminicídio chegou a dormir por duas noites ao lado do corpo da namorada.

A agressão e morte de Jheniffer aconteceu na madrugada do último sábado (29), e o corpo da adolescente só foi encontrado nesta última segunda-feira (1°), após alguns vizinhos que residem próximo a residência do casal revelarem estar sentindo um mau cheiro vindo do imóvel e acionarem a polícia local.

Paulo Eduardo dos Santos foi detido no início da tarde do dia 1° de abril, enquanto circulava nas proximidades da residência onde mantinha o corpo da namorada.

Em poder das autoridades, ele responderá pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver. De acordo com informações do G1, até o presente momento, o suspeito não conta com advogado para representá-lo judicialmente no caso.

Siga a página Relacionamento
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!