Um dos policiais que acompanhava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria chamado a atenção do político na tarde deste sábado (2) durante a saída do velório de seu neto, Arthur Araújo Lula da Silva, que faleceu vítima de meningite meningocócica. O menino faleceu na sexta-feira (1º) e Lula foi autorizado a ir ao velório e cremação da criança.

De acordo com a postagem do ex-prefeito de São Paulo e candidato derrotado do PT à Presidência nas últimas eleições, Fernando Haddad, quando Lula acenou aos seus apoiadores, foi repreendido por um delegado que o acompanhava.

Publicidade
Publicidade

Segundo Haddad, o delegado falou: "o senhor sabe que não devia ter feito isso". Lula então respondeu: "o senhor sabe que eu devia".

Em alguns vídeos publicados nas redes sociais por petistas é possível ver que, em certo momento, após o ex-presidente acenar para militantes, o delegado fala alguma coisa para ele.

Entretanto, é difícil confirmar se Lula teria levado uma reprimenda. Em seguida, o petista sobe no carro e volta a acenar. Nesse momento, as portas se fecham e o ex-presidente retoma o seu caminho de volta à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde cumpre pena por corrupção e lavagem de dinheiro na ação do triplex de Guarujá.

Corporação não se manifesta

A equipe do site Metrópoles questionou a Polícia Federal de Curitiba se havia algum tipo de proibição do ex-presidente acenar para aquelas pessoas que não puderam entrar na cerimônia do velório de seu neto.

A corporação preferiu não se manifestar e também não comentou se o petista foi repreendido por ter cumprimentado os seus militantes.

Publicidade

Abalado

Neste domingo (3), a presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann, disse que Lula estava muito abalado com morte do seu neto. Segundo a parlamentar, essa foi a vez em que ela mais percebeu tristeza nos olhos dele. Muitas pessoas que estavam em volta do ex-presidente também lamentaram o ocorrido.

Um dos pontos ressaltados por Gleisi e que, de acordo com ela, teria mexido com a emoção das pessoas no velório, foi quando Lula, curvado no caixão, prometeu ao neto que iria provar a sua inocência.

Ela ainda disse que Lula é uma pessoa muito forte e somente pessoas assim podem aguentar esses problemas da vida.

Arthur Araújo deu entrada no Hospital Bartira, em Santo André, às 7h42 desta sexta-feira, 1º, muito debilitado e com febre alta. Infelizmente, o quadro de saúde dele foi piorando e ele veio a falecer.

Leia tudo