A mãe da adolescente abusada pelo padrasto e que o denunciou pelo abuso, se diz muito surpresa a respeito. O crime aconteceu na manhã do dia 25 de março, na cidade de Araçariguama, em São Paulo. A mãe saiu para o trabalho e deixou a filha sozinha em casa, pedindo que a avisasse quando o padrasto retornasse para o local. Quando o homem chegou em casa, e menina comunicou a mãe através de mensagens e relatou que ele havia chegado embriagado. Em seguida, a menina envia mais mensagens à mãe, pedindo a ela que volte logo para casa e relatando que está escondida no banheiro, após o padrasto ter cometido um abuso contra ela.

A mulher contou em entrevista ao G1 que nunca imaginou que o homem seria capaz de fazer uma coisa deste tipo com a filha dela. E completou dizendo que ele tratava os filhos dela sempre muito bem. A identidade da mãe não foi revelada para preservar a vítima do abuso. O suspeito, que era companheiro da mãe, estaria morando com elas há aproximadamente dois meses.

Entenda o caso

A mãe da garota relatou que o homem saiu de casa no domingo e não deu mais notícias, até o momento em que retornou para casa e ela já havia saído para trabalhar, deixando a menina sozinha. No relato, conta que não imaginava que o companheiro retornaria para casa na mesma manhã. De acordo com a filha, o homem tinha um forte cheiro de bebida alcóolica e estava visivelmente alterado.

O boletim de ocorrência mostra que a mãe, ao retornar para casa, achou a garota trancada no banheiro. Nas mensagens enviadas pela menina para a mãe, a menina diz que estava trancada no banheiro e pede para que a mãe retorne para casa o mais breve possível.

A adolescente prestou depoimento

Após o ocorrido, a adolescente foi levada para a delegacia para prestar depoimento,e também para o IML (Instituto Médico Legal), onde realizou exames para identificar as agressões feitas pelo padrasto.

Após a denúncia do abuso sofrido pela garota, mãe e filha foram para a casa de parentes e a mulher só retornou à casa para pegar algumas coisas de necessidade.

Depois de praticar os abusos contra a enteada, o homem fugiu por um matagal próximo à casa. A Polícia realizou buscas na região, mas não encontrou o suspeito, que ainda se encontra foragido da polícia.

Porém, as buscas pelo paradeiro do padrasto continuam em andamento.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!