Na última segunda-feira (27), o humorista Dihh Lopes, integrante dos grupos de comédia "4 Amigos" e "Comédia Ao Vivo", publicou em seu canal no YouTube um vídeo que está deixando os sobreviventes do atentado à Escola Raul Brasil, de Suzano (SP), revoltados. Isso porque o humorista não mede as palavras ao transformar em piada a tragédia que deixou 11 pessoas mortas.

Já no início, Dihh alerta que as brincadeiras feitas naquele vídeo que carrega como tema principal “escola” são pesadas. No entanto, as piadas que não foram muito bem aceitas pelo público começaram aos cinco minutos de vídeo, quando o comediante cita pela primeira vez a escola de Suzano e arranca gargalhadas de seu público.

Logo em seguida, Dihh brinca dizendo que a culpa do atentado foi das próprias crianças, que não ouviram o conselho de suas mães e aceitaram balas de estranhos.

Ainda no vídeo, Dihh relata que Suzano é uma cidade pequena e que ele não sabia nem ao menos que havia escola no local. Continuando, o comediante também brinca dizendo que na escola eles levam muito a sério a brincadeira de criança “vivo ou morto”. Ele conclui dizendo que a culpa não é dele e sim da cidade que, para ele, é muito perigosa.

“Deveria se chamar Suzano von Richthofen” diz o comediante.

Em apenas dois dias, a publicação do humorista ultrapassou as 205 mil visualizações e no Facebook já conta com mais de 40 mil.

Piadas geram revolta

Para Jussara Melo, professora de espanhol que salvou dezenas de crianças do atentado ao impedir que os atiradores entrassem em sua sala usando uma mesa, a brincadeira do humorista é muito desrespeitosa. Em entrevista ao jornal O Globo, Jussara diz que uma tragédia como a de Suzano jamais poderia virar tema de um show de piadas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Fofocas

A professora também disse que uma mãe estava comentando sobre as piadas feitas por Dihh em um grupo, no entanto, eles nem quiseram ver o resto. Para a educadora, apenas a parte em que o humorista fala da escola Raul Brasil já foi suficiente para deixá-los revoltados.

A integrante da Comissão de Pais, Débora Rodrigues, que tem duas filhas que estudam na escola, uma de 17 e outra de 13 anos, disse ao jornal O Globo que o grupo de humor precisa retratar suas piadas. As filhas de Débora escaparam do atentado por pura sorte, já que a aula de sua caçula havia sido cancelada no dia e a mais velha havia acabado de entrar no banheiro quando tudo começou.

Continuando com seu desabafo, Débora diz que até hoje, dois meses depois do ocorrido, não está sendo fácil lidar com a situação, e diz querer que o humorista vá a público pedir desculpas. “É o mínimo”, disse. Como mãe de uma sobrevivente, Débora se diz furiosa com o vídeo de Dihh e revela que se depender dela irá processar o humorista, para que assim, ele reveja seu roteiro de piadas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo