Dois filhos do pastor Anderson do Carmo de Souza, morto em uma emboscada com pelo menos 15 tiros [VIDEO] no último final de semana, estão presos, suspeitos de serem os autores do homicídio. Traição à esposa, a deputada e cantora gospel Flordelis (PSD), teria sido a motivação para o crime.

Flávio dos Santos, enteado de Anderson e filho biológico da deputada, foi preso nesta segunda-feira (17) durante o enterro do pastor. No entanto, o mandado de prisão era por violência doméstica. O outro detido é Lucas, de 18 anos, e filho adotivo do casal, que foi apreendido na casa onde aconteceu o homicídio.

Ele possui registro envolvimento com tráfico de drogas quando era menor de idade.

Ao todo, o casal registrou 55 filhos, em sua maioria adotados. Flávio e Lucas prestaram depoimento nesta tarde na Delegacia de Homicídios de Niterói. Uma das linhas de investigação aponta que o crime foi cometido após eles descobrirem que Anderson mantinha um caso extraconjugal.

Ao tomar ciência sobre as acusações que recaíam sobre seus filhos, a deputada rechaçou essa hipótese, e reforçou a tese de latrocínio, que tem sido afastada pelas autoridades.

“Isso é ridículo, acusar alguém sem provas”, disse Flordelis durante o sepultamento do marido. “É nisso que eu acredito, que foi um assalto, e que ele morreu defendendo a família”, falou.

Crime aconteceu na garagem

O crime aconteceu na madrugada do último domingo (16), em Niterói, quando o casal retornava de uma confraternização. Segundo relato da deputada, por volta das 4 horas da madrugada, após chegarem em casa, o marido retornou à garagem para pegar algo que havia esquecido no veículo, quando foi morto.

Os assassinos, que usaram touca ninja e doparam o cachorro da família, fugiram sem levar nada.

O laudo apresentado pelo Instituto Médico Legal apontou que Anderson teve 30 perfurações pelo corpo, entre entrada e saída de projéteis. Nove dessas perfurações foram a região da virilha e coxa. Ainda de acordo com o laudo, oito tiros foram na região do peito e um, a curta distância, na cabeça.

Ainda de acordo com a Polícia, essas informações reforçam a tese de que a ação tenha sido com único objetivo de matar o pastor.

Imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas para tentar identificar os atiradores.

Governador acredita em envolvimento de filho

Na manhã desta segunda-feira (17), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que a suspeita é que o crime tenha sido cometido por um dos filhos do casal e que essa passaria a ser a linha de investigação da polícia. “Agora está nessa linha de investigação”, disse o governador, que classificou o fato como lamentável e disse estar acompanhando as investigações.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!