Na noite do último sábado (15) uma vendedora de balões foi arrastada por cerca de 100 metros após negar produto de graça para um homem que passava no local. O caso ocorreu em Taguatinga, no Distrito Federal. A idosa, Marina Izidoro de Morais, de 73 anos, estava em um local onde ocorria uma festa junina. Em determinado momento uma Mercedes-Benz se aproximou de onde ela estava realizando as vendas de seus balões.

Ao encostar o carro próximo à vendedora, o homem pediu para que ela lhe desse um balão.

Ela explicou ao homem que os balões eram parte de suas vendas, e que ela não poderia deixar de vender para ele que lhe faria falta. Ela revelou então que o homem havia lhe dito que só tinha dinheiro para pagar por um balão no momento. Dito isto, a mulher se virou para separar o balão que iria vender para o motorista da Mercedes-Benz.

Em seguida, a mulher que acompanhava o homem no banco do passageiro, puxou o balão da mão de Marina, e, em seguida o homem arrancou com o carro e fechou o vidro. Porém, os balões que ela estava vendendo estavam todos amarrados em seu braço.

Com isso a idosa acabou sendo arrastada pelo carro por cerca de 100 metros do local, e só conseguiu se livrar no momento em que os balões se soltaram de seu braço e ela se viu livre do carro que a arrastava. Segundo foi informado pela idosa após o acontecimento, testemunhas do caso anotaram a placa do carro do homem.

Testemunha pede para não ser identificada

Uma mulher que foi testemunha da agressão, e pediu para não ser identificada, relatou que o carro seguiu em alta velocidade na direção em que estava após a idosa conseguir se desvencilhar dos balões que a prendiam ao carro.

Foi relatado também pela testemunha que o carro seguiu em direção à Avenida Comercial, e que acabou passando direto por um sinal vermelho. O homem e o carro utilizado no momento do crime não foram localizados até o presente momento.

Logo após o crime, a idosa foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Ela foi encaminhada para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Devido ao ocorrido, a idosa sofreu vários machucados pelo seu corpo, precisou de ser socorrida e levada para o hospital para que os machucados resultantes da situação fossem tratados.

Após ser socorrida, a idosa afirmou que está bem e que considera que nasceu de novo, pois havia pensado que iria morrer ao ser arrastada pelo carro. A idosa sofreu apenas escoriações e seu estado de saúde no momento está estável.

A respeito do crime, ele foi registrado como lesão corporal na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul). Até o momento o suspeito de ter cometido este crime ainda não foi identificado e localizado para prestar os devidos depoimentos a respeito do caso.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Não perca a nossa página no Facebook!