Ao adotar um cachorro vira-lata de oito meses em uma feira para fazer companhia a outro cachorrinho que já possuía, uma família de Bauru, no interior de São Paulo, não imaginou que estaria trazendo para dentro de casa um verdadeiro furacão. Nesta quinta-feira (18) a dona do animal postou nas redes sociais um vídeo mostrando todo o estrago proporcionado pelo novo morador da casa, que ganhou o nome de Chico. A gravação viralizou nas redes sociais e foi parar nos Moments do Twitter brasileiro e já tinha mais de 3,2 milhões de visualizações.

Em entrevista ao portal G1, a dona do cachorro, Patrícia Rodrigues Barros, de 48 anos, disse que os dois Pets costumam ficar no quintal durante o dia e passa a noite dentro de casa.

Mas no dia da "destruição" foi ao cinema com a família e deixou os dois dentro de casa por cerca de duras horas, tempo que foi suficiente para o novo morador fazer o "serviço". Ao retornar, quase enfartou, como ela mesma descreveu sua reação. "Fiquei chocada, quase enfartei. Fiz o vídeo, coloquei toda a espuma para conseguir dormir", disse a gerente de uma empresa de telefonia.

O vídeo mostra o colchão da dona do cachorro com a parte de cima parcialmente arrancada e diversos pedaços de espumas espalhados pelo chão.

Em meio a gritos revoltados ela mostrou todo o cenário de destruição que ficou seu quarto e chegou a dizer que queria ir embora de casa.

"Olha o que você fez no meu quarto, Chico. Não dá, eu vou ter que devolver esse cachorro. Chico você é um demônio", falava a mulher enquanto o animal rolava na cama e abanava o rabo com cara de piedade.

Nem mesmo o controle remoto escapou do ataque canino. No final da gravação, a dona deixou escapar algumas risadas.

Adotei um cachorro e cresceu um dinossauro

Muita gente ficou preocupada após Patrícia dizer na gravação que iria devolver o cachorro, mas ela tranquilizou os fãs de Chico, afirmando que aquilo era uma brincadeira e que estava acostumada com a bagunça do "meliante".

"Adotei cachorro e cresceu dinossauro", disse em tom de brincadeira.

Na "ficha criminal" de Chico consta a destruição de quatro caminhas para cachorro, todas as almofadas da sala, vasos de plantas e roupas que estavam penduradas no varal. A única coisa que até o momento escapou da "fúria" do cachorro foi sua casinha de papelão. "O mais simples e mais fácil de destruir foi o que gostou", disse a dona.

Patrícia contou que quando foi escolher o cachorro que iria adotar, que serviria de companhia para Luke, de sete anos, havia uns 30 candidatos a adoção "que pareciam loucos". Ela disse que Chico era o único que estava quieto em um canto, porém, mal sabia que ele "estava se passando de vítima". "Pegamos um cão e virou um furacão, mas carinhoso", disse.

Siga a página Curiosidades
Seguir
Siga a página Animais
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!