Lucas Raphael dos Santos Silva, de 33 anos, foi preso em Minas Gerais na última sexta-feria (12). Em abril deste ano, o soldador foi acusado de assassinar uma mulher. O acusado teria concretado o corpo da vítima em uma parede na obra em que trabalhava, na Praia da Costa, em Vila Velha (ES). Lucas se mudou em março para Espírito Santo e dormia no local de trabalho desde então.

O crime

Em abril deste ano o soldador, Lucas Raphael, após fazer uso de drogas foi até a casa de um amigo e por lá conheceu uma mulher. Lucas convidou a conhecida para ir até a obra de um centro comercial onde ele trabalhava e dormia, no local os dois discutiram porque ele percebeu que havia sumido a quantia de 50 reais e a acusou pelo roubo.

Os dois brigaram e o homem sufocou a vítima pelo pescoço para que ela não pedisse por socorro, segundo relato policial. Quando a mulher perdeu a consciência, Lucas achou que ela estava morta e a jogou no chão, causando o chamado traumatismo cranioencefálico. Não satisfeito, ele mudou o corpo de lugar e concretou em uma parede.

A descoberta do corpo

Operários, que trabalham na obra que a mulher foi concretada, sentiram um forte cheiro. Assim que o corpo foi descoberto a Polícia foi chamada, a mulher que aparentava ter entre 25 e 30 anos não foi identificada. A perícia constatou que o cadáver estava ali há cerca de quatro dias.

Após investigações, Lucas Raphael dos Santos Silva foi apontado pelos os funcionários como suspeito. Depois do crime, ele fugiu para Minas Gerias e ficou escondido em um abrigo.

Na cidade, Lucas já estava trabalhando em outro emprego em uma obra de construção civil.

O acusado de matar uma mulher e depois concretar o corpo dela em uma parede foi surpreendido e apreendido pela a polícia após investigação, ele confessou o crime contando detalhes de como tudo ocorreu. O homem poderá responder por homicídio e ocultação de cadáver.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!