Uma jovem de palestina de 21 anos foi morta recentemente e o seu falecimento está causando um verdadeiro clamor, de proporções internacionais, por justiça.

A jovem é a maquiadora Israa Ghrayeb, da cidade de Belém, localizada na Cisjorndânia. Israa faleceu no dia 29 de agosto de 2019 e, ao que tudo indica, foi a vítima de um “crime de honra”. O autor do crime seria o próprio irmão da vítima, Ihab, que assassinou Israa cumprindo ordens recebidas do pai.

Segundo informações obtidas através da mídia palestina, o irmão de Israa, que também possui a nacionalidade canadense, espancou e torturou a jovem maquiadora. O crime aconteceu na casa da própria família em Belém e a motivação para atrocidade foi um vídeo postado por Israa nas redes sociais. Na filmagem, a jovem aparece ao lado de um rapaz com o qual tinha planos de casamento.

Tanto para Ihab quanto para o pai, qualquer tipo de demonstração de afeto feita de maneira pública entre duas pessoas que não sejam casadas é considerada uma “desonra”.

Por isso, atualmente o assassinato de Israa é considerado um “crime de honra”.

Inicialmente, Israa foi agredida por seu irmão da casa da família, localizada no segundo andar. Entretanto, a jovem tentou lutar por sua vida ao pular da janela para escapar dos atos de violência. Os familiares dela, entretanto, negam que esse tenha sido o motivo para a queda da janela e afirmaram às autoridades que ela estava “possuída” quando se jogou.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Agredida novamente

Após a queda, Israa foi levada a um hospital. Uma vez na unidade médica, a maquiadora postou em suas redes sociais que não poderia realizar trabalho nos próximos dois meses, uma vez que precisaria passar por uma cirurgia na medula espinhal. Na ocasião, Israa também pediu a Deus para que punisse as pessoas responsáveis pelo que havia acontecido com ela.

Entretanto, o sofrimento da jovem não estava terminado.

Ainda no hospital, ela foi novamente agredida por Ihab. Algumas imagens do ataque ocorrido na unidade médica foram divulgadas nas redes sociais e revelam a maquiadora implorando por sua vida.

A jovem chegou a deixar o hospital com vida após receber atendimento médico. Entretanto, acabou falecendo em casa, supostamente em decorrência de um ataque cardíaco. Porém, os fatos ainda não foram apurados.

A situação vivenciada pela maquiadora acabou viralizando na internet.

Atualmente, a hashtag #WeAreAllIsraa está sendo utilizada por algumas pessoas, inclusive famosas, para postar mensagens pedindo por justiça. Uma ativista política da palestina, Hanan Ashrawi usou a tag para opinar a respeito dos “crimes de honra”, destacando o seu caráter premeditado e contrário ao que o nome sugere.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo