No último domingo (15), a cozinheira Maria de Jesus Ferreira, de 25 anos, encontrou a filha de apenas um ano de idade morta em um lago. Segundo a polícia, a criança foi assassinada pelo ex-namorado de Maria, que teria confessado o crime e afirmado que a motivação foi a não aceitação do término e o ciúme que sentia do bebê.

O crime aconteceu na cidade de Macapá, no Amapá. Thayla Cristina Ferreira, a criança em questão, foi encontrada em um lago da periferia da cidade, localizada no bairro Universidade, e a sua morte aconteceu pouco tempo depois que ela completou o seu primeiro ano de vida.

Em entrevista ao portal UOL, Maria relembra a filha como uma criança alegre e sorridente, que ainda estava aprendendo a dizer as suas primeiras palavras e ensaiava os seus primeiros passos. A respeito do crime, ela comenta que ainda se sente destruída por ter perdido Thayla e destacou que, atualmente, não consegue pensar no futuro, apenas sobreviver um dia de cada vez.

O assassinato da menina aconteceu entre a meia-noite e a 1h do dia 15, conforme informações fornecidas pela Polícia Civil.

Segundo as autoridades, o suspeito, Messias Machado Barbosa, de 29 anos, informou que um dia antes esteve na casa de Maria para convidá-la para uma festa. Como a ex-namorada recusou o convite, eles acabaram discutindo e terminando o relacionamento.

Maria seguiu a sua vida e foi trabalhar normalmente naquele dia. Entretanto, ao retornar à sua casa, encontrou Messias esperando por ela na rua e eles acabaram brigando novamente.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mulher

Nessa ocasião, o homem chegou a agredi-la, mas Maria conseguiu fugir e pediu a ajuda de uma vizinha, retornando a sua residência somente quando o socorro chegou. Entretanto, enquanto ela estava escondida na casa dos vizinhos, Thayla teria sido raptada por Messias.

A respeito do ex-namorado, Maria destaca que o principal motivo para colocar fim ao relacionamento foi o ciúme que Messias sentia dela. Assim, quando as agressões se iniciaram e o ex chegou a tentar atropelá-la, ela fugiu.

Ex-cunhado dá a notícia da morte

Após o sequestro, Thyala foi levada para a casa de Messias. Atualmente, circula pelas redes sociais um vídeo no qual o suspeito afirma que pensou em devolver a criança à mãe, mas que acabou optando por jogá-la no lago. Posteriormente, Messias fugiu do local e deixou a bebê se afogar.

Alguns familiares de Maria chegaram a ir até a casa dele para recuperar a garota, mas não o encontraram no local.

Depois dos momentos de tensão, Thayla foi encontrada sem vida no lago em questão.

Ainda a respeito de Messias, Maria afirma que ao longo dos quatro meses em que estiveram envolvidos, ele nunca havia feito ameaças e eles nunca haviam brigado. Ela ainda destacou que o relacionamento não contava com qualquer tipo de histórico agressivo, fosse entre o casal ou entre Messias e Thayla. Ainda sobre os dois, Maria destacou que eles não tinham qualquer tipo de convivência.

O crime de Messias foi exposto pelo irmão dele. Nesse sentido, Maria afirmou que o ex-cunhado ligou para ela e pediu para que ela se preparasse psicologicamente enquanto ele vinha ao seu encontro. Uma vez que o irmão do suspeito chegou ao local onde Maria estava, acompanhado de sua esposa, ela foi informada a respeito da morte de Thayla e da localização do seu corpo.

No presente momento, Messias se encontra detido em caráter preventivo. Ele está em isolamento em uma penitenciária de Macapá. O criminoso foi apreendido pelas autoridades depois de uma denúncia anônima.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo