No último domingo (24), uma comerciante foi agredida em um bar localizado em Belo Horizonte, Minas Gerais. A mulher, de 29 anos de idade, informou ao G1 na manhã da última terça-feira (26) que o local onde a agressão ocorreu estava cheio, mas ninguém tentou ajudá-la quando um homem jogou-a no chão após lhe empurrar e, na sequência, lhe deu um soco. Todas as agressões foram registradas pelas câmeras de segurança do estabelecimento.

De acordo com a vítima, havia dez homens no local e nenhum deles tentou interceder. A vítima pediu para não ser identificada durante a entrevista.

A agressão aconteceu na rua Alberto Cintra, localizada no bairro União.

Ainda conforme a vítima, ela não gostaria que outras agressões ocorrem devido ao que sofreu, mas acredita que os demais presentes poderiam ter tentado ajudá-la de alguma forma a se livrar do homem, contendo o agressor até a chegada das autoridades competentes.

Na manhã de terça-feira, a vítima compareceu à delegacia para prestar depoimento e depois seguiu para o Instituto Médico Legal (IML), local onde realizou o exame de corpo de delito necessário para o boletim de ocorrência.

De acordo com a mulher, o motivo para que ela tenha decidido denunciar está ligado ao fato de que vítimas de agressão não podem se calar e precisam correr atrás de justiça. No momento, ela ainda está aguardando a instauração do inquérito policial e afirma que deseja ver os culpados punidos pelo que lhe fizeram.

Segundo dados obtidos por meio do boletim de ocorrência, um dos culpados chegou a fugir do local do crime e foi em direção à Avenida Cristiano Machado. A vítima, entretanto, afirma não conhecer nenhum dos homens, e afirma que tudo começou a acontecer por uma razão trivial.

De acordo com o seu relato, ela chegou ao bar acompanhada por seu pai e alguns amigos e solicitou aos garçons que conseguissem uma mesa para o grupo.

Ao lado deles havia um grupo de homens que chegou a afirmar que não queria que a mesa da vítima fosse colocada perto deles.

Ela relatou que todos os funcionários e os clientes do estabelecimento presenciaram a situação e não fizeram absolutamente nada, mesmo quando ela já estava no chão e os agressores prosseguiam. De acordo com ela, ninguém tentou segurar os homens e a única pessoa que tentaram conter foi ela.

Registro de vídeo

Por meio das câmeras de segurança do bar, é possível ver um dos homens empurrando a vítima. Na ocasião, ela caiu e bateu com a cabeça no chão. Pouco depois, a mulher consegue se levantar e recebe um novo empurrão por parte do agressor.

Além dessas duas ocasiões, uma terceira aproximação entre vítima e algoz ainda ocorreu. Nessa ocasião, o homem deu um soco no rosto da mulher e deixou o estabelecimento.

O dono do estabelecimento em que tudo aconteceu afirmou que a Polícia foi notificada imediatamente e pontuou que essa foi a primeira situação de agressão ocorrida em seu bar. De acordo com ele, a orientação dada os funcionários do local é separar brigas.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!