A Prefeitura de São Paulo confirmou que irá dar a cada aluno do ensino infantil e fundamental R$ 215 para a compra do uniforme escolar em 2020. O dinheiro será dado às famílias em forma de cartão para a compra em lojas conveniadas.

A decisão da prefeitura veio depois de as licitações para a compra de mais de 660 mil kits de uniforme serem um fracasso completo. Todas as 20 empresas que apresentaram amostras foram reprovadas. A gestão da licitação está acusando os candidatos de se unir para baixar os padrões da compra, entregando um material de péssima qualidade.

A decisão de última hora vai beneficiar mais de 600 mil estudantes, que vão poder iniciar o ano letivo com uniforme e tênis novos. O dinheiro será repassado às famílias em um cartão para compra em lojas pré-estabelecidas pelo Governo.

Segundo o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, serão investidos nos uniformes mais de R$ 100 milhões. Bruno Covas disse que não é tolerado conviver com materiais de baixa qualidade e que isso seria um total desperdício do dinheiro público.

O prefeito ainda disse que até o fim de fevereiro e começo de março ele espera que os cartões para a compra do uniforme estejam disponíveis para ser entregues às famílias dos alunos para que o uniforme possa ser comprado.

Todas empresas foram reprovadas

Relatórios do TCM (Tribunal de Contas do Município) e da CGM (Controladoria Geral do Município) mostraram que era necessário alterar os padrões dos uniformes. Muitas famílias reclamaram de receber o uniforme em tamanho errado e também da baixa qualidade do tecido.

Devido a tantas reclamações da população, a prefeitura se prontificou a fazer uma licitação no ano passado (2019), para conseguir melhorar a qualidade do uniforme escolar.

Mas a licitação foi um fracasso. Segundo Bruno Caetano, que é secretário municipal, as empresas que participaram da licitação foram reprovadas nos testes, elas apresentaram amostras de tecido e calçados de baixa qualidade.

Durante o teste feito pelo IBTEC (Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos) e pelo Senai, os tecidos enviados pelas empresas rasgavam com muita facilidade, formavam bolinhas e os calçados causaram lesões.

Itens do kit uniforme

Bruno Caetano disse que todas as famílias vão conseguir fazer a compra do uniforme escolar, que será um kit completo, e ainda vão poder ajudar no controle dos estabelecimentos conveniados.

O kit será composto por um par de tênis, cinco pares de meias, cinco camisetas, uma jaqueta, uma calça, um blusão e uma bermuda. As famílias poderão customizar as peças conforme necessidade.

A prefeitura estima que mais de 20 mil lojas se credenciem para efetuar as vendas do uniforme.

Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Educação
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!