Ana Carolina Oliveira ficou conhecida em 2008 por uma triste e trágica história, a morte de sua filha Isabella Nardoni, que foi assassinada pelo pai, Alexandre Nardoni, e pela companheira dele, Anna Carolina Jatobá. Na época, o crime chocou o país porque os assassinos jogaram o corpo da menina da janela do apartamento onde moravam. Contudo, hoje a mãe de Isabella Nardoni vira notícia por um episódio alegre.

Doze anos depois de ter sofrido com a morte de Isabela, nesta quarta-feira (26), Ana Carolina deu à luz uma menina, que recebeu o nome de Maria Fernanda.

Ana deu à luz no Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo. Maria é fruto do relacionamento de Ana com Vínicius Francomano, mas a recém-nascida não é a primeira filha do casal, que já é pai de um menino, Miguel, de 3 anos.

Entrevista de Ana

A mãe de Isabella Nardoni sempre se manteve fora da mídia e concedeu pouquíssimas entrevistas sobre a perda da filha. Entretanto, ao anunciar a gravidez de Miguel, em 2016, Ana falou com a revista Veja São Paulo, e revelou como lidou com a perda de sua primeira filha.

“Com o apoio de família, religião e terapia”, disse.

Ana Carolina Oliveira contou que até um certo ponto é possível aguentar a dor sozinha, mas chega uma hora que “a dor sufoca”. Ela disse ter demorado dois meses para tomar a iniciativa de procurar terapia e, diz ter feito cerca de três sessões por semana.

Exposição do caso Isabella Nardoni

Ana relembrou que nos primeiros meses após a morte de Isabella Nardoni, o caso do assassinato de sua filha era comentado todos os dias na televisão, mas, de certa forma, ela diz que isso acabou lhe ajudando, já que teve pessoas que choraram como se tivessem perdido o próprio filho.

“Recebi muitas cartas, muitos abraços”, relembrou. Caroline disse ainda que muitas pessoas torceram e sofreram por ela na época da morte de sua filha e confessou não comparar problemas e dores. “Mas não me permitia ter papel de coitada”, ressaltou ela.

Novo casamento

Ainda durante a entrevista concedida em 2016, Ana Caroline Oliveira confessou que não se imaginava e não tinha esperanças de se casar.

“Mas tudo mudou”, disse ela, que contou ainda estar vivendo seu primeiro casamento, já que nem chegou a morar junto com o pai e assassino de sua filha, Alexandre Nardoni.

Antes de finalizar a entrevista, Ana disse acreditar que Isabella Nardoni estaria feliz em vê-la nesta nova fase da vida e, relembrou que na época da entrevista, em 2016, Isabela estaria completando 14 anos. Ana disse ainda que sua filha sempre lhe viu feliz e, é desta forma que ela se vê hoje. “Tenho certeza: Isabella estaria feliz”, terminou ela.

Após a morte de Isabella, tanto seu pai tanto sua madrasta foram condenados e seguem presos até hoje.

Siga a página Maternidade
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!