As chuvas que castigam a Baixada Santista, no litoral de São Paulo, deixaram até o início da noite desta terça-feira (3), um saldo de 18 pessoas mortas e 30 desaparecidos. Dentre as vítimas fatais estão dois bombeiros, [VIDEO] que foram soterrados por um deslizamento enquanto faziam buscas por vítimas em um local conhecido como Morro do Macaco Molhado, em Guarujá.

Os cabos Marciel Batalha, de 46 anos, e Rogério de Moraes, de 43, estavam tentando fazer o resgate de uma mãe e de seu bebê quando foram soterrados.

Moraes ainda foi socorrido por populares, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Posteriormente os corpos de Thatiana Lopes Arantes de Lima, de 25 anos, e o de seu filho Arthur Rafael de Lima, de apenas dez meses, também foram resgatados. Os corpos já foram identificados e librados pelo IML.

Luiz Cláudio Venâncio Alves, secretário de Defesa e Convivência Social, lamentou a morte dos bombeiros, os quais foram definidos como heróis. Com larga experiência em resgate, ambos atuavam na corporação de Guarujá e foram até o local atender a uma ocorrência de soterramento.

Além dos dois bombeiros e da mulher e seu filho, outras 13 mortes por soterramento foram registradas na cidade.

Duas dessas mortes ocorreram na rua Uruguai, no Jardim Centenário. Uma mulher, que havia sido socorrida na Vila Baiana, morreu no hospital.

Em 24 horas choveu em Guarujá 300 mm, mais do que o normal para o mês de março, quando era esperado 277 mm. O prefeito Valter Suman decretou estado de emergência na cidade e cerca de 200 pessoas estão desabrigadas.

O Fundo Social de Solidariedade está recebendo doações de cobertores, roupas, alimentos e produtos de higiene.

Outras vítimas

A cidade de São Vicente registrou uma morte. A vítima foi o idoso Moisés Elias Neto, que morreu após o chão da clínica de repouso onde ele morava ceder. O corpo só foi resgatado pelos bombeiros após uma empresa terceirizada drenar toda a água que se acumulou na cratera que se abriu.

Os demais idosos que moravam no local foram levados para abrigos.

Outras dez vítimas já foram identificadas pelo Instituto Médico Legal (IML) e tiveram seus corpos liberados. Dentre elas há três crianças, entre seis e 11 anos, e um idoso de 60 anos. As demais vítimas tem entre 25 e 43 anos.

Em Santos, uma mulher de 30 anos morreu após um deslizamento de terra, ocorrido no Morro do Tetéu. No Morro São Bento uma menina de sete anos foi resgatada e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica com múltiplos ferimentos. Já sua mãe, recebeu atendimento e teve alta.

Os trabalhos de buscas pelas pessoas desaparecidas foram interrompidos por volta das 19h30 e serão retomados na manhã desta quarta-feira (4).

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!