O desenhista, pintor e cartunista Daniel Azulay é mais um das vítimas fatais do coronavírus no Brasil. Ele morreu nesta sexta-feira (27), aos 72 anos de idade, no CTI da Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, onde estava internado há duas semanas.

De acordo com um comunicado de pesar postado nas redes sociais do cartunista, Azulay tratava uma leucemia e também acabou contraindo o vírus, que acabou colaborando para sua morte.

A carreira de Daniel Azulay

Daniel Azulay nasceu no dia 30 de maio de 1947, no Rio de Janeiro e aprendeu a desenhar sozinho. Em 1969 se formou em Direito pela Universidade Cândido Mendes, época em que suas primeiras histórias em quadrinhos passaram a ser publicadas em cartuns e jornais.

Na televisão ganhou notoriedade nos anos 80 e 90 ao criar e participar de programas educativos infantis, como a Turma do Lambe Lambe, o qual trabalhou por 15 anos. Fora da televisão, seguiu seu trabalho, agora em canais da internet.

O artista também buscava em seus trabalhos conscientizar sobre a importância da preservação do meio-ambiente e sustentabilidade, além de desenvolver projetos sociais.

Brasil tem 93 mortos

Subiu para 93 o número de pessoas que morreram no Brasil por causa do novo coronavírus, sendo apenas 68 delas no estado de São Paulo, estado que apresenta um índice de letalidade muito superior em relação a média nacional.

Os dados foram passados pelas secretarias de saúde dos estados. Em todo o país há 3.477 casos confirmados, mas nenhum número com relação a quantidade de pessoas curadas da doença foi exposto.

São Paulo ainda segue respondendo por cerca de um terço dos casos confirmados da doença no país. O estado acumula 1.223 casos.

Em segundo lugar aparece o Rio de Janeiro 493 casos e dez mortes. Já o terceiro estado mais atingido é o Ceará, 282 pessoas infectadas e três fatalidades. Porem o estado do Nordeste que apresenta mais óbitos é Pernambuco, onde houve quatro mortes.

Lá até o momento foram registrados 57 casos.

O Rio Grande do Sul, que acumula 197 casos, registou nesta sexta-feira (27), sua segunda morte causada pela Covid-19. Vítima era um homem de 88 anos que estava internado no Hospital Moinho dos Ventos, em Porto Alegre, mesma instituição em que havia morrido a primei vítima. Ele estava internado desde a última segunda-feira (23), e possuía um histórico de doenças pulmonares, era diabético e hipertenso.

Também nesta sexta o Distrito Federal confirmou sua primeira morte pela doença. A vítima era um homem de 44 anos, que morava em um assentamento. Ele deu entrada no hospital às 6 horas e faleceu às 15 horas. De acordo com o hospital, ele era diabético e hipertenso.

No mundo todo já são mais de 600 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus, sendo que destas. Mais de 123 mil já se recuperaram. O total de mortos já chegou a marca de 28 mil, a maioria deles na Itália.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!