Na tarde desta terça-feira (24), o Ministério da Saúde atualizou os números do coronavírus no Brasil. De acordo com a pasta, o país já soma 2.201 casos e o total de mortos subiu para 46, contra 34 do balanço anterior. Os dados foram divulgados às 16h.

Os óbitos seguem concentrados em apenas dois estados. São Paulo, onde também existem mais casos confirmados (810), teve 40 mortes, enquanto que as outras seis foram no Rio de Janeiro. Ainda de acordo com a pasta, a taxa de letalidade no Brasil é de 2,1%.

Mortes em São Paulo

Dos 12 novos óbitos, dez são do estado de São Paulo, sendo seis homens, com idade entre 71e 93 anos e quatro mulheres, entre 48 e 85 anos.

Anteriormente as mortes estavam concentradas apenas na capital, mas agora começaram a se espalhar por outras cidades. A mulher de 48 anos, que já tinha problemas de saúde prévios, a chamada comorbidades, era moradora de Vagem Grande Paulista.

Em Osasco a vítima foi um homem de 79 a nos, enquanto que Taboão da Serra e Guarulhos registraram mortes de mulher de 84 e 85 anos, respectivamente.

De todos os óbitos no estado, três deles ocorreram em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) e as outras 37 em instituições privadas.

Mortes no Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, as duas novas mortes registradas nesta terça-feira (24), foram na capital. As vítimas são uma mulher de 71 anos e um homem de 74 anos. Ambos faziam parte do chamado grupo de risco e, de acordo com a secretaria de saúde, apresentavam comorbidades.

Das outras quatro vítimas fatais há uma mulher de 58 anos, que também do Rio de Janeiro e a vítima mais nova do estado. As outras mortes foram de uma mulher de 63 anos em Miguel Pereira, um home d e 65 anos em Petrópolis e um homem de 69 anos em Niterói.

Segundo estado com o maior número de casos, o Rio de Janeiro já contava com 305 casos.

Passageiros do Galão terão temperatura medida

Começou nesta segunda-feira (23), uma ação preventiva no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, que visa identificar pessoas que estejam com os sintomas do novo coronavírus.

Técnicos da Vigilância Sanitária estão tirando a temperatura corporal de tripulantes e passageiros que desembarcam vindos de voos internacionais.

No primeiro dia da ação, 228 passageiros foram abordados. Edmar Santos, secretário de Saúde do estado disse que as pessoas têm dado boa receptividade para a iniciativa, que segundo ele, visa combater a pandemia do vírus e contra a infodemia, que são as informações falsas compartilhadas.

Nesta terça-feira (24), a Organização Mundial da Saúde (OMS), alertou que existe o que chamou de “aceleração muito grande” nos casos de coronavírus nos Estados Unidos e apontou que o país pode se tornar o novo epicentro da pandemia.

Não perca a nossa página no Facebook!