Quem tentou acessar nesta terça-feira (16) o canal maspoxavida, do humorista PC Siqueira, no YouTube, deparou-se com uma mensagem afirmando que a plataforma está indisponível. Ela havia sido criada em 2010 e contava com um grande número de seguidores. Já seu perfil no Instagram passou a ser privado.

O youtuber está sendo investigado pela Polícia após um perfil de Twitter ter divulgado na semana passada um vídeo com imagens com suposta conversa atribuída a ele, na qual o humorista elogiava o corpo nu de uma criança de apenas 6 anos. Por meio de uma postagem no Instagram, PC se defendeu da acusação e disse que a conversa seria falsa.

A Secretária de Segurança Púbica do Estado de São Paulo comunicou que as denúncias levantadas pelo youtuber pelas redes sociais estão sendo apuradas pela 4ª Delegacia de Proteção à Pessoa. O crime do qual ele está sendo acusado se enquadra em pornografia infantil.

Entenda o caso

No último dia 10, um perfil do Twitter publicou um vídeo onde PC Siqueira supostamente aparece conversando com um amigo na qual disse ter recebido fotos de uma criança de 6 anos, nua. Tais fotos teriam sido enviadas pela própria mãe da criança.

Com a divulgação dos prints, o youtuber foi até suas redes sociais para desmentir os fatos e dizer que se tratava de uma fake news. Ele disse que foi pego de surpresa ao ver seu nome sendo usado por uma articulação criminosa.

Para sustentar a tese de que os prints das supostas mensagens se tratavam de montagem, PC citou alguns detalhes, como o relógio do celular. Ele disse que prestando atenção nota-se que leva 1 minuto e 31 segundos para o relógio do celular mudar. “Nem esse cuidado os falsificadores tiveram”.

Ele disse ainda que o objetivo de quem fez o vídeo era descredibilizá-lo, fazer com que sua voz fosse calada e que a opinião pública o agredisse cegamente.

“Mas se trata de uma mentira escancarada e grotesca!”, disse o youtuber, que também afirmou que seu psicológico está abalado e que ele e sua família foram atingidos.

Suposto áudio

Posteriormente, supostos áudios do youtuber, nos quais ele afirmava que "deve ter um traço" de pedofilia, foram compartilhados na internet.

“É, eu meio devo ter um traço disso, porque eu olhei a bunda de uma menina”, teria dito o PC. “E, no meio da situação, do sexo virtual, aquilo lá me deixou arroused (excitado)”.

O suposto áudio foi divulgado pelo jornalista Erlan Bastos. Após isso, PC Siqueira removeu a postagem que fez sobre fake news de seu insta, mas ela seguiu em sua página do Facebook.

Rafinha Bastos e Cauê Moura, que participavam com PC do canal Ilha dos Barbados, também no YouTube, anunciaram o cancelamento do projeto e disseram estarem decepcionados e perplexos.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Tecnologia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!