Em um suposto assalto em uma barbearia, pai e filho, de apenas 11 meses, foram baleados. O caso aconteceu no bairro Jardim Ouro Verde, em Campinas, no interior de São Paulo, na última quarta-feira (4). O pai foi baleado na cabeça e não resistiu, já a criança segue hospitalizada em estado grave.

Segundo informações da Polícia, pai e filho estavam no local quando dois suspeitos chegaram em uma moto. Neste momento, o garupa entrou no estabelecimento, anunciou o assalto e, logo em seguida, efetuou os disparos. O bebê foi atingido na região do abdômen. Ainda segundo a polícia, o pai acabou reagindo e também foi atingido.

De acordo com testemunhas, foram ouvidos cerca de quatro disparos durante a ação dos suspeitos. Para socorrer as vítimas, o dono do estabelecimento usou um carro, no entanto, o pai já chegou morto a unidade hospitalar. Após os disparos, os suspeitos fugiram sem levar nada, por isso, a polícia também estuda a possibilidade de uma execução.

O caso foi registrado no 9º Distrito Policial de Campinas e será investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da região.

Menina de 3 anos morre baleada por tiro acidental

Recentemente, na zona rural de São Miguel do Tapuio, no Norte do Piauí, uma menina de 3 anos morreu após ter sido atingida por um disparo acidental feito da arma de seu próprio pai.

Após ser atingida, ela chegou até a ser socorrida e levada até uma unidade hospitalar do município, contudo, não resistiu. O caso será investigado pela Polícia Civil.

O caso ocorreu no dia 30 de outubro, quando, de acordo com informações do capitão Cruz, comandante da PM de São Miguel de Tapuio, o armamento de fogo acabou disparando depois que o pai da menina, que é agricultor, chegou em casa carregando a espingarda.

Criança abraçou o pai

Ainda segundo Cruz, a menina chegou, abraçou o pai e, neste momento, a arma acabou disparando e a atingiu. Depois da morte da filha, o agricultor não foi localizado pelos policiais, contudo, de acordo com informações passadas pelo advogado dele à Polícia Militar, o pai deverá se apresentar em breve.

O disparo que tirou a vida da menina partiu de uma espingarda popularmente conhecida como bate bucha, de fabricação caseira. Segundo Cruz, esse tipo de armamento é considerado perigoso, já que a pessoa pode esquecer o gatilho destravado e ele simplesmente se solta e dispara.

Menino é baleado na cabeça e morre

Também em outubro, um menino de 7 anos morreu após ter sido baleado na cabeça em Macaíba, na Grande Natal. Depois de ser atingido, a criança chegou a ser socorrida e encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento da cidade, mas não resistiu.

De acordo com informações divulgadas pelo G1, Alef Rian França da Silva estava chegando com os pais em um estabelecimento comercial localizado na rua Rio Grande do Norte, no bairro Vilar, quando passaram dois homens em uma moto e efetuaram os disparos.

O pai da criança também foi atingido, mas por sorte o tiro pegou de raspão nas costas. Os suspeitos fugiram em seguida.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!