Um grave acidente ocorrido na tarde desta sexta-feira (4), na cidade mineira de João Monlevade, a 140 quilômetros de Belo Horizonte, deixou 14 pessoas mortas e 26 feridas. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, por volta das 13h30, um ônibus de passageiros caiu de um viaduto no km 350 da BR-381, conhecido como “Ponte Torta”, perto da entrada da cidade de Dom Silvério. A queda foi de aproximadamente 15 metros.

Testemunhas relataram que o ônibus voltou de marcha a ré após bater em outro caminhão, porém também é levantada a hipótese que o veículo tenha apresentado uma falha mecânica. Houve um incêndio e imagens gravadas por aparelhos celulares de pessoas que estavam em cima da ponte mostraram o estrago feito no veículo com a queda e também é perceptível um grito de socorro.

O coletivo tinha placas de Alagoas, mas seu ponto de partida ainda era desconhecido até as 18h. A Polícia Rodoviária Federal informou que antes da queda o motorista teria pulado do veículo e fugido. Outras três pessoas também teriam pulado do ônibus.

Segundo informações passadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), ônibus não tinha autorização para transportar passageiros e por conta disso já havia sido autuado por três vezes.

Os feridos estavam sendo levados para o Hospital Margarida, em João Monlevade. Três pacientes, sendo duas crianças e um adulto, estava em estado muito grave e precisaram ser transferidos para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte e, de acordo com os Bombeiros, todas estão entubadas.

Dois helicópteros ajudaram no socorro dos feridos.

Onze vítimas morreram no local do acidente e outras três enquanto estavam sendo levadas para o hospital. Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal de Belo Horizonte. Peritos tentam encontrar documentos entre os destroços para poder identificar quem são as vítimas.

O veículo caiu em uma de uma linha férrea utilizada pela mineradora Vale, que precisou interromper a circulação das composições.

Testemunhas relatam perda dos freios

Três passageiros já haviam sido ouvidos pela Polícia Rodoviária Federal. Eles relataram terem escutado o motorista gritando que o veículo havia perdido os freios.

Os passageiros disseram ainda que o ônibus começou a voltar de ré, bateu na mureta e despencou. Ainda de acordo com eles, o motorista abriu a porta e conseguiu pular junto com outras três pessoas.

Por meio das redes sociais, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, lamentou o acidente e disse estar estarrecido com a tragédia. Ele escreveu ainda que todo o aparato do governo estadual foi colocado por ele à disposição das vítimas.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!