Um grave acidente ocorrido na manhã desta segunda-feira (25), na BR-376, na altura no km 668, no trecho que passa pela cidade de Guaratuba, no litoral do Paraná, deixou ao menos 19 pessoas mortas e outras 33 feridas, sendo pelo menos sete delas em estado grave. O local onde aconteceu o acidente é conhecido como Curva da Santa. Inicialmente, o Corpo de Bombeiros do Paraná havia informado 21 óbitos no acidente, mas corrigiu a informação no início da tarde.

O coletivo havia saído de Ananindeua, no Pará, na última sexta-feira (22), e tinha como destino a cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

No veículo estavam 54 passageiros e dois motoristas.

Segundo informações passadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o coletivo saiu da pista, bateu em uma mureta de proteção e tombou em uma ribanceira às margens da estrada. O difícil acesso ao local dificultou os trabalhos de resgate e ainda está sendo apurado se alguns passageiros foram lançados para fora do veículo.

Para que o resgate das vítimas pudesse ser efetuado, a pista precisou ser totalmente bloqueada e o congestionamento no início da tarde já ultrapassava 18 quilômetros.

Os trabalhos de resgate

Os trabalhos de resgate mobilizaram ambulâncias e helicópteros do Paraná e de Santa Catarina. As vítimas com ferimentos graves ou moderados foram encaminhadas para hospitais de Joinville e Curitiba.

Já as pessoas com ferimentos leves foram levadas para a cidade de Garuva, em Santa Catarina. De acordo com os socorristas, há crianças entre as vítimas fatais.

Imagens feitas do local do acidente mostram que metade do teto do ônibus, na parte frontal, ficou completamente destruído.

Condições da pista eram normais

A porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente Ana Paula Inácio de Oliveira, disse que na hora do acidente não havia chuva e que o trecho é bastante movimentado por ser uma região próxima ao litoral.

Ela relatou ainda que na hora do acidente, por volta das 8h30, as condições de pista eram normais.

“Hoje essa situação (de chuva) não acontecia. A pista a princípio estava dentro da normalidade”, disse a porta-voz em entrevista ao canal de notícias CNN Brasil. Ela falou ainda que não há informações sobre a documentação do veículo e se ele estava em ordem para poder trafegar.

O veículo pertence a uma empresa de turismo.

Também falando à CNN, o tenente Arendt relatou que a curva onde aconteceu o acidente é bastante perigosa. “Ela joga geralmente os veículos que tiverem com uma certa velocidade”, disse. “Então o veículo acabou saindo ali e indo parar numa ribanceira”, seguiu.

Pelo Twitter, o governador do Pará, Helder Barbalho, lamentou o acidente e disse que solicitou ao secretário de Segurança do estado para que entrasse em contato com as equipes de resgate para identificar as vítimas e prestar o apoio necessário.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!