Em recentes declarações, os governadores do Nordeste enfatizaram que irão intensificar as medidas de combate a disseminação do novo coronavírus e tomar decisões de isolamento social e distribuição de doses de vacinas.

Desde semana passada, os estados têm recebidos centenas de doses de vacinas. Os governos estaduais têm a missão de distribuir para os seus municípios. As primeiras pessoas vacinadas foram os profissionais de Saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou uma série de medidas para intensificar o trabalho no combate à Covid-19 no estado.

Por meio de um decreto, cancelou as festividades do Carnaval e proibiu eventos com aglomerações em todos os municípios.

Em artigo publicado nesta semana, Dino comentou sobre as vacinas e a vacinação no Brasil. "Enfatizo a essencialidade de termos capacidade de produzir vacinas no nosso país, rompendo com a atual dependência em relação a outras nações", disse.

Medidas adotadas no Nordeste

Neste domingo (24), Flávio Dino se reuniu com a sua equipe da Secretaria de Estado de Saúde para discutir medidas de ampliação de oferta de leitos hospitalares a pacientes com coronavírus. "Infelizmente verificamos nos últimos dias o crescimento significativo de casos. Secretário Carlos Lula anunciará medidas e pedirá providências às prefeituras", disse ao anunciar que também irá ampliar a oferta de leitos estaduais para coronavírus e pedido às prefeituras que ampliem atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde, ofertando leitos nas redes municipais.

Sobre a segunda etapa de distribuição de doses da vacina, o governador maranhense disse que serão destinadas a profissionais de saúde e pacientes que estejam em tratamento com radioterapia, quimioterapia e hemodiálise.

"Levamos em conta a situação desses pacientes e o fato de estarem expostos em rotinas hospitalares", finalizou.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou nas redes sociais que o estado recebeu 119,5 mil doses da vacina de Oxford.

"Determinei que a distribuição ao interior comece imediatamente. Seremos rápidos como fomos no envio da CoronaVac, mas precisamos que o Governo Federal seja rápido e eficiente na compra de mais doses", disse ao lembrar o impasse nas compras de doses da vacina feita pelo Governo Federal, na gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem aprtido).

Para o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), "é urgente a necessidade de diálogo do governo federal com os países fornecedores dos insumos empregados na produção de vacinas contra a Covid-19 no Brasil".

Distribuição das vacinas no Nordeste

Sobre as doses da vacina, Paulo Câmara enfatizou que nesta segunda-feira (25) a equipe do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 e a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) irão fazer o monitoramento da distribuição e a pactuação com os municípios. "Mais um passo importante nessa fase de enfrentamento à Covid-19", disse.

O estado do Piauí recebeu 24 mil doses da vacina Oxforx/AstraZeneca neste domingo (24).

O governador do estado, Wellington Dias (PT), disse que vai "dar continuidade ao nosso plano de vacinação e lutar pela fabricação de mais vacinas no Brasil".

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), ressaltou que o governo seguirá na luta cotidiana por mais vacinas e por dias melhores para o estado. Segundo ela, a distribuição aos municípios será feita nesta segunda-feira. "Se dará da mesma maneira que ocorreu com a Coronavac. Toda a logística está pronta, com transporte através de viaturas dos Bombeiros, com escolta da PM-RN e apoio da PRF", anunciou.

"O coronavírus segue se espalhando. Cada lote de vacina que chega representa um número maior de vidas que serão salvas. Domingo de esperanças renovadas", comemorou Bezerra.

Mais governadores do Nordeste

De acordo com o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), o estado recebeu neste fim de semana mais de 27.500 doses de vacina contra a Covid-19 (Oxford/AstraZeneca vindas da Índia). "De agora em diante o Brasil terá que enfrentar o desafio de produzir próprias vacinas para imunizar nossa população", disse nas suas redes sociais.

"O trabalho para combater a pandemia é árduo e a caminhada é longa, mas a certeza que estamos no caminho certo reforça a esperança por dias melhores. Vamos em frente", frisou Renan Filho, ao anunciar que o governo do estado terá a missão de imunizar todos os idosos acima dos 85 anos.

Outro governador do Nordeste, João Azevêdo (Cidadania), da Paraíba, evidenciou que a estratégia de envio aos municípios será igual à primeira fase. "A Polícia Civil e Militar estarão envolvidas na segurança e distribuição dos insumos.

O cuidado continua", informou.

Segundo ele, o estado recebeu mais de 36 mil novas doses para ampliar a cobertura vacinal dos profissionais de saúde que atuam diretamente com pacientes da Covid-19.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!