Um idoso de 71 anos foi preso suspeito de importunação sexual contra uma jovem de 14 anos, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. A informação da prisão do idoso foi confirmada pelo Polícia Civil nesta quarta-feira (6). O portal de notícia G1 teve acesso a um vídeo que mostra o momento exato em que o idoso passa a mão nas partes íntimas da adolescente. As imagens foram gravadas por um primo da vítima, mesmo assim, na delegacia, o suspeito negou o crime.

De acordo com informações passadas pela delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do município, Lyvia Bonella, o crime aconteceu na casa da vítima, localizada no bairro Sítio do Campo.

Amigo da família e antigo patrão de uma das irmãs da vítima, o idoso frequentava o local constantemente.

No dia 12 de dezembro, dia em que aconteceu o crime, o suspeito foi à residência e a irmã da vítima não estava. O idoso então se aproximou por trás da adolescente, que estava sentada em uma cadeira mexendo distraidamente no celular, e começou a passar a mão nas partes íntimas da jovem.

Ao flagrar a situação, o primo da vítima gravou toda a situação por uma janela, para assim, poder provar o que havia acontecido. Na gravação é possível ver inclusive o momento em que o idoso se dá conta que estava sendo filmado e se afasta da vítima.

De acordo com a delegada, a mãe da adolescente teve conhecimento do crime e foi registrar um boletim de ocorrência (BO) no dia seguinte na Delegacia Sede do município.

No entanto, por se tratar de “um crime contra a dignidade da adolescente”, o caso foi encaminhado para a Delegacia da Mulher.

Idoso se apresenta na delegacia

Lyvia explica ainda que após a denúncia o suspeito não foi mais encontrado no município e, por isso, equipes policiais passaram a tentar localizá-lo. Na última terça-feira (5), o aposentado se apresentou à delegacia acompanhado de dois advogados, e apenas neste momento teve conhecimento do mandado de prisão contra ele.

Ainda de acordo com a delegada, o aposentado foi ouvido e afirmou que estava na casa do filho, em São Paulo, isso após uma suspeita de Covid-19. Durante do depoimento, o idoso negou o crime, isso mesmo confirmando ter ciência do vídeo.

Mãe da vítima sofre infarto

Para o G1, a mãe da vítima, que prefere não ser identificada, afirmou ter sofrido um infarto durante os desdobramentos do crime.

Desde o dia 20 de dezembro, ela está internada, mas se diz “aliviada” com a prisão do idoso.

A mãe diz ainda que o suspeito era amigo da família, ressaltando que “a gente nunca espera que aconteça com a gente”. Além disso, ela também revela já ter sido vítima de ameaças e violência, por isso, não temeu em denunciar o abusador da filha após ter conhecimento da gravação.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!