No último fim de semana, uma Mulher de 34 anos e sua filha de 19 anos foram vítimas de abuso coletivo no distrito de Santa Elvira, em Juscimeira, a cerca de 160 km de Cuiabá (MT). Sete suspeitos foram encaminhados à delegacia e os autores do crime foram identificados.

O caso

Mãe e filha, que moram em Cuiabá, foram passar um fim de semana em Santa Elvira com um grupo de pessoas. Entre o grupo estava um homem de 26 anos, suspeito de ter participado do abuso, que mantinha um tipo de relacionamento pela internet com a jovem de 19 anos.

O crime ocorreu na residência onde o grupo realizou algumas festas.

O namorado da jovem seria o responsável por ter iniciado os abusos. Durante a festa, o homem teria violentado mãe e filha e no dia seguinte abusou novamente da mãe da namorada. O homem foi autuado em flagrante e responderá um inquérito por abuso coletivo. Além disso, ele responderá por corrupção de menores, devido à participação de um jovem menor de idade no crime.

O suspeito já tem ficha criminal e saiu da cadeia há apenas um mês. Ele estava preso na penitenciária da Mata Grande.

Segundo suspeito

O dono da casa, maior de idade, é outro suspeito de cometer o crime. O proprietário do imóvel não participou ativamente dos abusos, no entanto, ele cometeu assédio contra as vítimas e, ao ser rejeitado por ambas as mulheres, reagiu com violência, agredindo a jovem com um tijolo e lesionando o seu pé.

O homem responderá por lesão corporal, corrupção de menores e assédio.

Terceiro suspeito

O terceiro suspeito de participar da violência é um jovem menor de idade. Durante depoimento, foi identificada a participação ativa dele no abuso. Por ser menor idade, ele responderá por abuso e ato infracional análogo. Os suspeitos foram identificados entre 7 homens que foram encaminhados à delegacia.

Delegado

Ricardo Franco, delegado responsável pelas investigações do caso, relatou que esta foi uma ocorrência bastante complexa e grave. Foi necessário encaminhar e interrogar 9 pessoas para os devidos esclarecimentos. Entre as 9 pessoas estavam as 2 vítimas e mais 7 suspeitos.

Ainda de acordo com o delegado, as investigações foram concluídas com a identificação dos responsáveis por cometer o crime.

Apesar disso, as diligências seguem em andamento, pois existe mais um suspeito que teria participado ativamente da violência, que ainda não foi localizado pelas autoridades policiais.