Com a proximidade do Natal, ruas, casas, comércios e igrejas decoram suas fachadas e árvores com as famosas luzinhas de natal. É impossível não se lembrar das luzes multicoloridas, presépios e árvores iluminados. Mas essa decoração natalina exige uma atenção que vai da instalação, à manutenção e operação dos artefatos luminosos. Certifique-se sobre o estado de conservação dos cordões, mangueiras de luzes pisca-pisca, fios e das tomadas. Para evitar problemas, é preciso planejamento e alguns cuidados.

Além da instalação elétrica, cuidados ao comprar ou reutilizar a decoração, as luzes devem ser compradas em lojas credenciadas, equipamentos devem conter o selo do Inmetro e devem ser guardados adequadamente.

Caso a instalação elétrica seja inadequada, podem ocorrer acidentes, como choques elétricos, curtos-circuitos e até incêndios. Os cuidados se estendem às tomadas, que não devem ser sobrecarregadas. Cada cordão pisca-pisca deve ser conectado a uma tomada diferente. Mas, se isso não for possível, o recomendado é que seja utilizada uma régua de tomadas com proteção, não excedendo seis equipamentos.

Para que os fios e cabos não derretam ou cause curtos-circuitos, o correto é que a capacidade e a resistência dos condutores, tanto da fonte de energia quanto dos enfeites em si, devem ser compatíveis com a carga elétrica requerida, observando o correto dimensionamento de cabos e fios. A da rede e das lâmpadas devem ser compatíveis.

Segundo Josias Ricardo de Souza, engenheiro da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), “antes de ligar mais elementos à rede elétrica, é sempre recomendável fazer uma revisão nas instalações. Essa dica vale não só para essa época, mas para o ano todo".

Como deve ser feita a instalação?

A instalação sempre deve ser feita com os piscas-piscas desligados da tomada.

Lembre-se sempre de sua segurança, utilize uma escada para decorar lugares mais altos e se necessário, contrate um profissional. Outra dica de segurança é não manejar as luzes e não faça as instalações com as mãos ou os pés molhados. E nas luzes reaproveitadas de anos anteriores é essencial fazer uma manutenção.

E em ambientes fechados como casas e lojas, a decoração não deve ser instalada perto de móveis, materiais como papel e isopor, porque são materiais que podem pegar fogo facilmente. Estruturas metálicas e grades também devem ser evitadas, pois podem conduzir eletricidade e causar acidentes.

Se a instalação for feita em uma área externa, alguns cuidados extras devem ser tomados. Ela não deve ser ligada à rede da companhia de energia e devem ser compostas por materiais utilizados resistentes a água e exposição ao tempo, pois estes fatores podem gerar desgaste e rompimentos nesses materiais, provocando acidentes.

A instalação deve ser feita por um adulto, em um dia que não esteja chovendo e em locais que não estejam molhados.

Caso seja necessário fazer emendas e conexões, não use fita crepe ou qualquer outra fita adesiva, somente fita isolante de boa qualidade deve ser utilizada. Os fios não devem ser deixados no chão, onde há circulação de pessoas, veículos ou animais. Para não haver dúvidas e riscos, consulte um eletricista ou a companhia de energia que atua na sua cidade.

Como guardar?

Na hora de guardar a decoração, opte por lugares secos, arejados e protegidos de umidade e roedores.

Tomando todos esses cuidados, além de segurança, é possível economizar energia e viver a magia do Natal e a iluminação dos enfeites encantadores.

Siga a página Tendências
Seguir
Siga a página Ana Maria Braga
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!