O tempo de amamentação é sempre um tema bastante controverso. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda não ultrapassar a marca dos dois anos no processo de amamentar. Desses dois anos, a criança deve receber o leite exclusivamente do seio materno e após esse período apenas de forma complementar, uma vez que outros alimentos são introduzidos pelo pediatra.

Contrariando a opinião massiva, a atriz norte-americana Sharon Spink, de 50 anos, conseguiu o aleitamento por 9 anos e 9 meses com a caçula Charlotte.

De acordo com ela, a filha é quem escolheu quando parar de mamar no seio.

Sharon afirma que Charlotte é bastante saudável graças às propriedades contidas no aleitamento materno e que o processo de parar o amamentação foi gradativo e natural. Mesmo aos 9 anos, a filha ainda mamava quando não se sentia muito bem.

Em reportagem ao jornal britânico The Sun, a mãe explica que enfrentou toda a controvérsia com firmeza, mesmo quando foi acusada de abuso sexual.

Charlotte afirma que tem mais três filhos, Kim, de 30 anos, Sarah, de 28, e Isabel, de 12, e que também tentou amamentá-los por mais tempo mas não deu muito certo por falta de apoio. Com eles ela deu suplemento após alguns meses e o resultado foi a perda de peso.

Alimentação e vínculo afetivo

Com Charlotte ela já estava decidida a deixar que a pequena mamasse até quando ela desejasse e recebeu apoio da comunidade de amamentação que frequenta e naturalmente que recebeu críticas, mas passou por cima delas pelo bem da filha.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Relacionamento

Sharon orientou a filha a não falar mais sobre sua amamentação na escola para evitar os comentários de quem pensa de forma diferente. A filha mamou periodicamente até a idade de 5 anos, quando decidiu mamar apenas cerca de três vezes por semana. Nessa idade a mãe também parou de alimentá-la em locais públicos, tais como supermercados, cabeleireiro e outros. O vínculo entre ambas é imenso e a mãe é enfática ao dizer que a amamentação é que firmou ainda mais o vínculo, uma vez que de acordo com suas crenças, o ser humano não precisa apenas de alimento, mas de toda a proteção psicológica e emocional que o ato traz.

Ela diz que depois de certa idade elas precisam muito mais do sensação de conforto do que dos nutrientes, propriamente ditos.

A artista teve apoio total do marido na decisão e verificou que foi a mais acertada quando comparada aos seus filhos anteriores. "Eu fui chamada de muitos nomes. Me disseram que isso era abuso infantil e fui chamada de pedófila, que estava errada e que eu era uma aberração.

Num primeiro momento eu ficava chateada porque não estava acostumada a ser tratada assim, hoje em dia não me importo.", declarou a mãe de Charlotte. Ela também afirma que tem certeza de que o ato de deixar que os filhos sejam amamentados por um tempo maior é uma prática comum, mas as mães não revelam ao mundo porque têm medo da opinião de pessoas que não concordam e não entendem do assunto.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo