Já faz tempo que pesquisas indicam os impactos negativos que a maconha traz ao cérebro de um ser humano e alertam que o uso da droga por jovens traz um maior risco de problemas psiquiátricos, tais como surtos psicóticos e depressão.

Segundo estudos, uma pessoa que consumiu a droga na adolescência terá, aos 25 anos, menos chances de adquirir um diploma universitário, e desta forma menos emprego do que uma pessoa que nunca consumiu a droga.

Além disso, esse jovem também terá cada vez menos relações amorosas estáveis.

Como não bastasse os males causados pela maconha citados acima, na última semana o respeitável periódico científico "Jama Psychatry" publicou um novo estudo que acrescenta mais um item nesta lista. Segundo pesquisa elaborada com mais de 23.300 jovens e adolescentes, que foram acompanhados até a vida adulta, foi comprovado que um jovem que consumiu maconha antes dos 18 anos tem aumento em 50% no risco de ter, futuramente, pensamentos suicidas se comparado a quem não usou a droga.

Os jovens estudados pela pesquisa também tiveram 2,46 vezes mais tendência a cometer o suicídio ao passar dos anos consumindo a droga.

Mesmo após a conclusão do último estudo, que reforça outros feitos anteriormente, ainda não se conseguiu estabelecer uma ligação clara do uso da maconha com os danos psiquiátricos, isso porque pesquisadores ainda não encontraram a causalidade desse possível mal transmitido pela Cannabis.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Saúde

Por isso, pesquisadores alertam não ser possível prever os danos transmitidos pela droga a cada usuário, tendo em vista as diferenças entre organismos.

Brasil tem aumento do número de suicídios

Os dados publicados recentemente causam ainda mais impacto no Brasil tendo em vista o aumento do número de suicídios no país. De 2000 a 2015, foi comprovado um aumento no número de suicídios de 65% envolvendo adolescentes de 10 a 14 anos, para jovens de 15 a 19 anos o aumento foi de 45%.

O dado fica mais preocupante quando se sabe que tais números indicam a alta de 40% na média da população.

Segundo informações publicadas pelo médico Drauzio Varella em seu portal, 9% das pessoas que experimentam a droga se tornam dependentes, e desse dado um em cada seis começaram a utilizá-la adolescência.

Alguns países liberaram o uso recreativo da maconha

Mesmo esse dado preocupando a sociedade brasileira, em outros países o uso da droga já foi legalizado pelas autoridades para consumo a maiores de 18 anos.

Por exemplo, no Canadá a droga foi legalizada em outubro do ano passado, mas a indícios que autoridades ampliem a legalização também para jovens e adolescentes.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo