O surto de coronavírus tem alcançado a cada dia mais pessoas em escala global. Diante da pandemia é preciso tomar cuidados com os pets. A Organização Mundial de Saúde (OMS) ainda não encontrou evidências de que os pets possam contrair ou transmitir a doença. Contudo, há o alerta de que portadores do Covid-19 limitem o contato com os Animais.

A OMS ainda está monitorando as pesquisas que visam conhecer a ação do coronavírus no organismo dos pets. O interesse surgiu quando em Hong Kong um cachorro foi infectado, mas em nível fraco.

De acordo com a OMS, até o momento, não há evidências significativas de que os pets possam de fato ficar doentes ou transmitir o coronavírus.

Contudo, recomenda-se que aquelas pessoas que têm animais de estimação em casa redobrarem os cuidados ao manuseá-los, em especial os gatos, que costumam frequentar a rua (fato que ocorre comumente no interior dos estados). As recomendações partem do princípio defendido pela Organização Mundial de Saúde de prevenção à vida humana.

Transmissão do coronavírus por pets

De acordo com a OMS, até o presente momento, não há indícios de que os animais de estimação possam contaminar seus tutores com o coronavírus. Contudo, estudos continuam sendo realizados a fim de entender como é a reação do coronavírus no organismo animal.

A Organização Mundial de Saúde ainda afirma que mesmo aquelas pessoas que não mostram indícios da doença devem redobrar os cuidados com a saúde dos pets e a sua, em particular, evitando que os animais de estimação não sejam expostos a locais onde haja aglomerações, tais como parques.

Aconselha-se que os tutores evitem manter contato constante com os pets.

Humanos podem transmitir coronavírus aos pets

Em Hong Kong, um cachorro foi diagnosticado com o coronavírus após ter contato com os donos portadoras do coronavírus e que apresentaram os sintomas. Apesar do animal ter o material genético do coronavírus, não houve progressão de sintomas próprios da doença.

Esse único caso é insuficiente para que as autoridades acreditem que animais de estimação fiquem doentes ou disseminem o coronavírus significativamente.

Famosos com coronavírus postam fotos com seus pets

A blogueira Gabriela Pugliesi e o cantor Di Ferrero, ambos confirmados com o coronavírus, postaram fotos em suas redes sociais abraçando seus pets. Apesar, dessa atitude de amor e carinho, a Word Small Animal Veterinary Association (WSAMA) recomenda que a relação entre tutor com coronavírus e pets seja evitada.

Para diretor Clínico do Hospital Veterinário Sena Madureira, Mário Marcondes, essa é uma orientação que está sendo seguida por todos os veterinários no mundo inteiro, inclusive pelo centenário e respeitado hospital veterinário americano, o Animal Medical Center, de Nova York.

Os animais ainda não se mostraram passíveis ao coronavírus, mas as altas cargas virais no ambiente poderão, supostamente, contaminar o animal. Todo cuidado deve ser redobrado, visto que essa é uma classe nova de vírus.

Não perca a nossa página no Facebook!