De acordo com o portal do Dr. Drauzio Varella, a depressão pode ser definida como uma doença mental crônica e recorrente que pode causar graves alterações no humor, sendo especialmente caracterizada por uma tristeza profunda e sem fim.

Além disso, a doença pode ser acompanhada de dor, amargura, desilusão, desespero, complexo de inferioridade e sentimentos de inferioridade. Ainda pode acompanhar enfermidades consigo, como doenças do sono, falta de apetite, além de ter a capacidade de tornar-se bastante duradoura quando não buscado o tratamento adequado.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças mentais afetam mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo.

No Brasil, estima-se que a doença afete 5,8% da população.

Os problemas da depressão e seus riscos

Algumas pessoas podem não saber o que é depressão. Portanto, estes acabam por confundir - ou simplesmente acreditar - que a doença é igual a outros aspectos da mente humana, como tristeza, desânimo e emoções ruins.

Entretanto, a realidade é que a depressão pode até afetar crianças. Além disso, possui alguns pontos que a tornam única e o fazem dela um assunto importante, principalmente por ser o verdadeiro mal do século XXI.

Causas da depressão

A depressão envolve muitas doenças, por isso é chamada de síndrome e, então, classificada como doença mental crônica. Ao contrário do que geralmente se acredita, os fatores psicológicos e sociais geralmente são o resultado da depressão, não a causa da depressão.

Muitos estudiosos da área acreditam que a depressão é, inclusive, o "mal do século". Assim, algumas das causas apontadas para depressão são:

  • Experiências de estresse (físico ou emocional);
  • Trauma ou abuso na primeira infância;
  • Abuso de álcool ou drogas;
  • Problemas de saúde ou dor crônica;
  • Deficiência de neurotransmissor;
  • Mudanças na estrutura do cérebro e/ou doença cerebral;

Tratamentos para a depressão

É completamente normal sentir-se triste, deprimido ou insatisfeito com as condições estressantes da vida.

No entanto, as pessoas com depressão experimentam esses sentimentos há anos. Isso pode interferir nas relações interpessoais, no trabalho e nas atividades diárias.

Existem vários diferentes tipos de depressão. Para cada um deles, o tratamento é direcionado por um profissional capacitado. Contudo, o que pode ser feito é procurar auxílio profissional no que tange o trabalho com saúde mental.

Fazer visitas seguidas a um psicólogo, por exemplo, é uma excelente alternativa inicial. Caso seja recomendado, um psiquiatra pode, então, indicar o tratamento adequado para o específico problema.

A depressão tem cura, basta trabalhá-la junto a profissionais capacitados que conhecem de forma aprofundada o problema.

Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!