O sucesso da Netflix no Oscar pôde ser medido depois da vitória do filme "Roma" no último dia 24. A produção, lançada diretamente no serviço de streaming, foi laureada com três estatuetas: melhor diretor, para Alfonso Cuarón, melhor filme de língua estrangeira e melhor fotografia.

Além do filme de Cuarón, outra produção da Netflix também levou um Oscar. O documentário "Absorvendo o Tabu" venceu na categoria melhor documentário em curta metragem.

Porém, um grupo de veteranos da indústria do Cinema norte-americano não está vendo com bons olhos a ascensão do serviço em Hollywood.

Um dos mais insatisfeitos com o prestígio da plataforma é também um dos maiores cineastas de Hollywood, Steven Spielberg. O diretor decidiu declarar guerra contra a Netflix.

Spielberg reiterou seu posicionamento contrário a que filmes que sejam produzidos por e para serviços de streaming possam concorrer à estatueta concedida pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

No ano passado o diretor de grandes sucessos do cinema, como "A Lista de Schindler" e "E.T.", já havia se manifestado sobre o assunto.

Steven Spielberg alega que se alguém se compromete com o formato televisão, obviamente este filme deve passar neste veículo e se esta for uma boa produção, será merecedora do Emmy, e não do Oscar.

Ele termina dizendo que filmes que foram exibidos em poucas salas de cinema e por menos de uma semana não deveriam participar do Oscar.

Em abril o conselho da academia fará sua reunião anual, Spielberg é membro deste conselho e prometeu propor mudanças nas regras, com a intenção de proibir que produções vindas de serviços de streaming possam competir em quaisquer categorias do Oscar.

O diretor de "O Resgate do Soldado Ryan" está liderando um movimento em busca do apoio de outros diretores para a sua causa.

Resposta da Netflix

O serviço de streaming publicou em seu perfil norte-americano no Twitter o que pareceu ser uma resposta ao renomado cineasta.

Em sua postagem a Netflix argumenta que também está contribuindo para o cinema e acrescentou que está deixando a arte mais acessível.

Ainda é dito na declaração da Netflix que a empresa além de amar a sétima arte, também ama o acesso aos filmes por pessoas que nem sempre têm condições de pagar para ir e uma sala de cinema, ou que vivam em cidades sem cinema.

A Netflix também diz que dá para os cineastas mais opções para compartilharem seus trabalhos.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!