No último sábado (7), "Coringa", filme dirigido pelo americano Todd Phillips, ganhou o Leão de Ouro, honraria máxima concedida ao melhor filme do Festival de Veneza.

A trama

O longa-metragem retrata a vida de Arthur Fleck, que irá se transformar no Coringa. Fleck trabalhava como palhaço durante o dia e tentava construir uma carreira à noite como comediante de stand-up comedy.

Com o passar do tempo, Arthur percebe que não conseguirá obter sucesso no stand-up comedy e acaba tornando-se um criminoso.

A obra faz uma crítica sobre como a sociedade deixa à margem pessoas com doenças mentais.

O longa retrata uma outra possibilidade para a origem do maior vilão das histórias em quadrinhos do Batman. A produção é protagonizada pelo ator Joaquin Phoenix.

O filme surpreendeu muitos espectadores e deixou os críticos alvoraçados em Veneza, embora, este tipo de produção não costume ser bem sucedida no renomado festival.

Nos anos anteriores do Festival de Veneza, as produções "Roma", do mexicano Alfonso Cuarón, e "A Forma da Água", do também mexicano Guillermo del Toro, foram as ganhadoras do Leão de Ouro, e depois acabaram vencendo, respectivamente, o Oscar de melhor filme estrangeiro e o Oscar de melhor filme, o que pode indicar que o mesmo ocorra com Coringa.

Pela primeira vez na história, um filme de super-herói conseguiu o feito de sair vencedor do Festival de Veneza.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Televisão

Grande parte da crítica elogiou, tanto a atuação de Joaquin Phoenix como o filme. Entre os veículos de comunicação que aclamaram a produção, estão: o jornal britânico The Guardian e a revista especializada na sétima arte Total Film.

As revistas americanas The Hollywood Reporter e Variety exaltaram o trabalho de Phoenix na obra, porém, todo este entusiasmo com "Coringa" e seu protagonista não foi compartilhado por Stephany Zacharek, da revista Time.

A jornalista afirmou que o longa é: "agressivo e possivelmente irresponsável".

O personagem já havia sido interpretado nos cinemas com muitos elogios de público e crítica. Heath Ledger, falecido em 2008, ganhou um Oscar póstumo de melhor ator coadjuvante por ter dado vida ao personagem no filme "Batman: O Cavaleiro das Trevas", de 2008.

Oscar para Joaquin Phoenix

O crítico Jim Vejvoda é mais um que defende que Joaquin Phoenix também seja merecedor de um Oscar por sua atuação. "Fascinante e totalmente comprometida", nas palavras dele.

Polêmica

Apesar do bom resultado obtido no Festival de Veneza, o filme também está enfrentando críticas pela maneira como aborda a violência.

Alguns críticos afirmam temer como a obra pode impactar o público neste momento delicado em que os Estados Unidos se encontra.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo