No próximo dia 25 de abril, a lenda do Cinema Al Pacino completará 80 anos. O ator veterano não dá sinais de acomodação. Depois de sua estreia nos serviços de streaming com o filme "O Irlandês", em que trabalhou com o diretor Martin Scorsese e com Robert De Niro e Joe Pesci, Pacino agora faz sua primeira série de Televisão, "Hunters", que estreou na última sexta-feira (21), na Amazon Prime Video. O ator só havia trabalhado na televisão no filmes "Você Não Conhece Jack" e "Phil Spector" e na minissérie "Angels in America", todas produções da HBO.

Em entrevista para um evento em Los Angeles da Television Critics Association, o astro afirmou que trabalhar na série era como estar em um filme com dez horas de duração. Ele afirmou ainda que "Foi uma experiência maravilhosa. É só um ambiente diferente". Ele complementou dizendo que estranhou a mudança de diretores ocorrida em cada episódio.

História de 'Hunters'

A série se passa nos Estados Unidos de 1977. Pacino dá vida a Meyer Offerman, um sobrevivente do Holocausto que reúne um grupo de caçadores de simpatizantes de Hitler.

Os apoiadores de Adolf Hitler estão infiltrados na sociedade americana e planejam instaurar o Quarto Reich.

O protagonista de Hunters é jovem Jonah Heidelbaum (Logan Lerman), um órfão que foi criado pela avó Ruth (Jeannie Berlin) em uma casa modesta em Nova York. Ela é assassinada em um assalto suspeito e Jonah, agora sem ninguém, resolve investigar o caso.

O personagem de Al Pacino conhecia Ruth e oferece ajuda.

Assim, Jonah acaba fazendo parte do grupo de caçadores. Paralelo às atividades do grupo, a agente do FBI Millie Morris (Jerrika Hinton) investiga a morte de uma cientista da Nasa, envenenada com gás em seu próprio chuveiro. Lena Olin vive a personagem Coronel, uma das líderes dos seguidores de Hitler nos Estados Unidos.

Inspiração

O criador de Hunters, David Weil, teve como inspiração para a criação da série sua própria avó, ela foi uma sobrevivente do Holocausto e costumava contar para ele o que ela se lembrava da guerra.

Weill contou que para uma criança de 5 ou 6 anos, aquelas histórias pareciam ser coisa de quadrinhos, histórias de super-heróis, uma luta do bem contra o mal, contou o realizador.

O criador da série também falou que conseguir ter Al Pacino como Meyer Offerman foi um sonho que se tornou realidade, foram necessárias quatro ou cinco reuniões para que ele decidisse de formar oficial participar da produção.

Os produtores e o elenco presenciaram oito meses de dedicação do astro de filmes como "Scarface" que se dedicou totalmente ao papel, ele manteve o sotaque até mesmo quando não estava sendo filmado e quis saber detalhes sobre seu personagem desde como ele deveria se movimentar até do que ele gostava de comer.

Logan Lerman afirmou que contracenar com seu ator predileto foi surreal, ele contou que mesmoantes de saber da presença de Pacino na série, ele estava revendo os filmes do astro como "Os Viciados" e "Um Dia de Cão", afirmou Lerman.

Não perca a nossa página no Facebook!