5 fatos que se destacaram no primeiro mês do governo Bolsonaro

Primeiro mês do governo Bolsonaro é marcado por vaivéns. Foto: José Cruz/Agência Brasil.
Primeiro mês do governo Bolsonaro é marcado por vaivéns. Foto: José Cruz/Agência Brasil.

Desentendimentos geraram desconfortos para a gestão do atual presidente.

Jair Bolsonaro, em toda sua campanha eleitoral, prometeu um Governo de mudanças, que seria diferente de tudo já experimentado pela República brasileira.

Entretanto, passado 1 mês de gestão, a equipe de governo do capitão reformado acumula desistências e recuos.

1

Confusão sobre o decreto do novo salário mínimo

No primeiro dia de trabalho oficial da sua gestão, dia da posse, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o decreto sobre o novo valor do salário mínimo sairia apenas nos próximos dias. Entretanto, no mesmo dia, Bolsonaro assinou o documento que fixou a quantia em R$ 998.

2

Desistência de aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

Novo desencontro entre Bolsonaro e seu ministro da Casa Civil. Na primeira coletiva como presidente do Brasil, Jair afirmou que haveria um aumento no Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), para assegurar a prorrogação até 2023 dos incentivos fiscais concedidos às regiões Norte e Nordeste. No entanto, momentos depois, Onix Lorenzoni disse que o presidente "se equivocou" e desmentiu o suposto acréscimo ao tributo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo