A vida da Seleção Brasileira no Sul-Americano sub-20 não tem sido fácil. Na primeira fase, se classificou com 2 vitórias, 1 empate e uma derrota. Agora, no hexagonal final, são 3 jogos com 2 derrotas e 1 empate.

No último jogo, contra o Uruguai, a equipe começou perdendo por 2 a 0, buscou um empate improvável, mas no fim, levou o terceiro gol e acabou perdendo por 3 a 2.

Em toda competição, são apenas 5 gols em 7 jogos disputados, muito abaixo do que se espera do time canarinho.

Carlos Amadeu muda constantemente os 11 iniciais

Sabendo do baixo nível de Futebol apresentado pelo seu time, Carlos Amadeu tenta, de toda forma, encontrar a melhor escalação possível. Contra o Uruguai, por exemplo, o treinador optou por um formação sem um centroavante de ofício. Ramires, do Bahia, e Igor Gomes, do São Paulo, tinham a tarefa de aparecerem como falsos 9. A estratégia, como quase tudo nesse time brasileiro, não deu muito certo.

Lincoln, atacante do Flamengo, entrou no segundo tempo e mudou, mais uma vez, as posições táticas da equipe. O jovem rubro-negro, inclusive, fez um dos gols na derrota.

Rodrygo conseguiu fazer a diferença em apenas um jogo

O grande nome dessa seleção brasileira, sem dúvidas nenhuma, é Rodrygo. O jovem santista, já vendido ao Real Madrid por 45 milhões de euros, chegou ao torneio com a responsabilidade de vestir a camisa 10 canarinho.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

As atuações, entretanto, são cheias de altos e baixos. Contra a Venezuela, na primeira fase, o atacante teve uma atuação de gala com 2 gols. Já contra a mesma Venezuela, no hexagonal final, o garoto sentiu a pressão e perdeu a cabeça, acabando sendo expulso.

O santista cumpriu suspensão na derrota contra o Uruguai, mas já está disponível para os próximos compromissos da seleção.

Seleção precisa de 2 vitórias para ter chance de classificação para o Mundial

Apenas os 4 primeiros do hexagonal se classificam para o mundial da categoria, que acontece no meio do ano, no Peru.

A conta é simples, para evitar um vexame e garantir a classificação, o Brasil precisa de vitórias contra o Equador, na quinta, e contra a Argentina, no domingo.

Brasil sofreu com desfalques na convocação e agora paga o preço

O fraco desempenho do Brasil no campeonato também é explicado pelo alto número de desfalques. A seleção não pode contar, por exemplo, com Vinicius Junior, que provavelmente é o jogador sub-20 com maior destaque em todo mundo no momento.

O Real Madrid não liberou o ex-flamenguista para a disputa do torneio.

Paulinho, ex-Vasco e atualmente no Bayern Leverkusen, é outro grande destaque que não foi liberado para ser convocado.

As contusões também atrapalharam o Brasil. Alan, do Palmeiras, e Matheus Bobsin, do Grêmio, se machucaram antes do início da competição e não estiveram disponíveis para o técnico Carlos Amadeu.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo